Goldman rebate Doria e diz que prefeito é "prepotente, arrogante e preconceituoso"

Do UOL, em São Paulo

O vice-presidente nacional do PSDB e ex-governador de São Paulo, Alberto Goldman, divulgou um vídeo com uma tréplica, rebatendo as críticas feitas pelo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB). Em novo vídeo, publicado em suas redes sociais na tarde deste sábado (7), Goldman afirma que o tom de Doria foi "raivoso, prepotente, arrogante, preconceituoso."

Mais cedo neste sábado, também em vídeo divulgado na internet, Doria tinha chamado Goldman, de "improdutivo" e "fracassado" ao rebater as duras críticas feitas a ele por Goldman em vídeo publicado ontem.

 

"João Doria publica um vídeo contra mim em tom bastante raivoso, prepotente, arrogante, preconceituoso. Me acusa de velho. De fato faço essa semana 80 anos. O que é uma idade respeitável. Sou velho, mas não sou velhaco. Sou leal. Tenho dignidade, respeitado e tenho compromisso com meu povo", afirmou Goldman, que voltou a acusar Doria de usar o mandato para se lançar candidato à Presidência da República.

"Nunca usei meu mandato como trampolim para obter um outro mandato. Todos que eu tive foram obtidos ou pelo respeito que eu tenho ou por eleição", afirmou. "Doria não responde a questão principal que eu coloquei no meu vídeo: São Paulo ainda não tem um prefeito. O prefeito ainda não nasceu depois de nove meses em que ele tem o mandato. Nasceu, sim, um candidato à Presidência da República."

Doria chama Goldman de "fracassado"

No vídeo publicado neste sábado, Doria tinha chamado Goldman de "fracassado", e afirmou que o ex-governador viveu "na sombra", citando os ex-governadores paulistas Orestes Quércia e José Serra, conhecidas lideranças, respectivamente, do PMDB e do PSDB.

"Hoje meu recadinho vai para você Alberto Goldman, que viveu a vida inteira na sombra do Orestes Quércia e do José Serra. Você que é um improdutivo, um fracassado. Perdeu, inclusive, as três representações que você fez questão de protocolar no TRE-SP [Tribunal Regional Eleitoral] quando foi derrotado por mim nas prévias do PSDB. Aliás, você coleciona fracassos na sua vida. E agora vive de pijamas na sua casa", rebateu Doria, também em vídeo publicado nas redes sociais. Ele está desde ontem em Belém para acompanhar o Círio de Nazaré. 

Em vídeo publicado nessa sexta, Goldman, 82, havia dito que "nós [moradores da cidade de São Paulo] não temos prefeito. Temos um candidato a presidente da República", pressionando o prefeito sobre as viagens que ele tem feito pelo Brasil e pelo exterior. Para o vice-presidente nacional do PSDB, esse tipo de atitude por parte do prefeito estaria demonstrando, na realidade, o interesse de Doria ser o candidato do PSDB à Presidência da República no ano que vem. 

Secretários rebatem Goldman

Após o segundo vídeo de Goldman, Julio Semeghini, secretário municipal de Governo, e Wilson Polara, secretário de Saúde, divulgaram respostas rebatendo as críticas do ex-governador.

"Alberto Goldman não tem história para fazer críticas ao prefeito João Doria. Tem derrotas para Doria. E ressentimento por elas. Quem não tem grandeza para perder, não tem autoridade para criticar", afirmou Semeghini, em nota na noite deste sábado.

Em vídeo, Polara afirmou que Goldman "precisaria estar um pouco mais informado e saber o que está acontecendo em São Paulo".

Secretário de Doria rebate críticas de Goldman ao prefeito

Internamente, Doria disputa a indicação com o seu padrinho político e um dos fundadores do PSDB, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Não é a primeira vez que Doria, 59, sugere a diferença de idade entre ele e seus adversários ao rebater críticas. Durante debate dos candidatos à Prefeitura de São Paulo, ano passado, na TV Globo, o agora prefeito disse ser "diferente" da deputada federal Luiza Erundina (PSOL-SP), 82, porque supostamente adviria de trajetória "moderna, atual e transformadora", em contraste com a rival. A parlamentar o havia questionado sobre a defesa à privatização e o acusara de adotar uma "ação lobista [que] se serve basicamente de recursos públicos (...) para promover fóruns dos empresários. É um capitalismo sem risco porque no fundo o senhor pratica ação política lobista", disse.

"O que eu fiz, fiz com honestidade e respeito e sou diferente de você. Respeito sua biografia e história, mas a minha é moderna e atual", disse o tucano, na ocasião. "Você diz que sou antiga, mas você é um velho",  rebateu a então candidata, que acrescentou: ""Você é tão velho quanto qualquer outro político velho deste país. Ser moderno é privatizar o cemitério?", questionou.

No vídeo, Goldman criticou a "falta de comprometimento com a cidade", sobretudo com o sistema público de saúde, foco da campanha eleitoral de Doria no ano passado. Ele acusou o prefeito de "fazer cena para os meios de comunicação, desde se vestir de gari até manipular um carrinho de concreto."

Antes de Doria publicar o vídeo, a Secretaria Municipal de Comunicação havia emitido nota afirmando que "só se pode lamentar o grau de desconhecimento da realidade mostrado por um político aposentado que há muito não convive com o povo", e acrescenta: "de todo modo, é preciso respeitar sua avançada idade".

Tucano presta solidariedade à Goldman

Na tarde deste sábado, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), divulgou nota de solidariedade ao ex-governador Alberto Goldman, dizendo ser "inaceitável o tom adotado pelo prefeito João Doria" no vídeo.

"Goldman merece o respeito de todos. Até daquele que não gostam dele. Aceite ou conteste as críticas que ele lhe faz, prefeito João Dória. Mas sem apelar para a baixaria e o desrespeito, sobretudo o desrespeito à idade e experiência que pessoas públicas como Goldman traz consigo", afirmou Virgílio Neto.

Corrida pelo Planalto tem embaraços, ataques e viagens

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos