Topo

Ministro da Saúde afirma que vai deixar cargo para disputar reeleição à Câmara

Foto: Lúcio Bernardo JR / Câmara dos Deputados
O ministro da Saúde, Ricardo Barros Imagem: Foto: Lúcio Bernardo JR / Câmara dos Deputados

Do UOL, em Brasília

04/01/2018 12h12Atualizada em 04/01/2018 12h17

O ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP-PR), afirmou nesta quinta-feira (4) que pretende deixar o cargo para disputar a reeleição para a Câmara dos Deputados. Barros é deputado federal e se licenciou do mandato para chefiar o ministério no governo Temer.

O ministro não deu prazo para sua saída da pasta, mas afirmou que o cargo está à disposição do Planalto.

Ministros de Estado que pretendem disputar as eleições em outubro desse ano devem deixar os cargos até o início de abril, seis meses antes da data da eleição.

Barros, que assumiu o ministério desde o início do governo Temer, em maio de 2016, está em seu quinto mandato como deputado federal.

Os ministros do Trabalho, Ronaldo Nogueira (PTB-RS), e da Indústria e Comércio Exterior, Marcos Pereira (PRB), deixaram recentemente os cargos de olho nas eleições.

Esta quarta-feira (3), o presidente Michel Temer (PMDB) definiu a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) como a futura ministra do Trabalho. Ela ainda não tomou posse.

Ainda não há definição sobre o substituto de Pereira no Ministério da Indústria e Comércio Exterior.