PUBLICIDADE
Topo

Superintendente da PF no Rio é exonerado

O ex-superintendente regional da PF, Ricardo Andrade Saadi, e a procuradora Fabiana Schneider durante coletiva sobre a prisão do ex-presidente Michel Temer - JOSE LUCENA - 21.mar.2019/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
O ex-superintendente regional da PF, Ricardo Andrade Saadi, e a procuradora Fabiana Schneider durante coletiva sobre a prisão do ex-presidente Michel Temer Imagem: JOSE LUCENA - 21.mar.2019/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

30/08/2019 16h56

O superintendente da PF (Polícia Federal) do Rio, Ricardo Saadi, foi exonerado do cargo. A demissão foi publicada na edição de hoje do DOU (Diário Oficial da União).

A unidade do Rio chegou a gerar uma crise entre o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e a PF. Bolsonaro anunciou a saída de Saadi em meados de agosto, o que foi consumado hoje. A publicação no DOU foi assinada pelo secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Luiz Pontel.

No início da semana, o ministro da Justiça, Sergio Moro, visitou a sede da PF fluminense.

Saadi é especialista em investigações sobre crimes financeiros e recuperação de ativos da corrupção no exterior

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do publicado, Fabiana Schneider é procuradora, não promotora. A informação já foi corrigida.

Política