PUBLICIDADE
Topo

Política

Povo não vai votar em "pau mandado da Globo", diz Bolsonaro sobre Huck

Arquivo - O presidente da República, Jair Bolsonaro - Isac Nóbrega - 3.out.2019/PR
Arquivo - O presidente da República, Jair Bolsonaro Imagem: Isac Nóbrega - 3.out.2019/PR

Do UOL, em Brasília

05/10/2019 16h29

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) ironizou hoje em Brasília a possível candidatura presidencial do apresentador Luciano Hulk em 2022 e disse que não tem candidato a prefeito em "município nenhum". Ele fez as declarações em uma participação online na abertura do 3º Simpósio Conservador que aconteceu em Ribeirão Preto, interior de São Paulo.

"Eu não tenho candidato a prefeito em município nenhum no Brasil. Zero. Nem São Paulo, nem Rio, nem BH, nem nada. Vai isso mais tarde", disse Bolsonaro, que criticou a imprensa enquanto exibia reportagens dos jornais O Globo e Folha de S.Paulo.

Reportagens recentes na imprensa relataram que o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e o irmão vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) se desentenderam em razão da escolha de um nome para disputar a Prefeitura do Rio de Janeiro. Pela manhã, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) criticou a imprensa.

Nos bastidores, o presidente vê com simpatia o nome do deputado federal Hélio Lopes (PSL-RJ), o mais votado no Estado.

Huck

Durante a transmissão do evento, o presidente também criticou o apresentador Luciano Huck, postulante a candidato nas eleições presidenciais de 2022. Ele ironizou empréstimos que o apresentador fez junto ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Social).

Huck, que já cogitou disputar a Presidência em 2018, já se reuniu este ano com partidos do centro-direita como DEM e PSDB.

"Alguém quer um dinheiro do BNDES pagando 4% aí? Ele diz aqui que está viajando o Brasil. Obviamente, viajando o Brasil com o (inaudível) BNDES. Alguém acha que o povo vai votar no pau mandado da Globo? Mas não estamos aqui fazendo campanha. É um direito dele", declarou.

Eduardo: Internet foi decisiva na eleição de Bolsonaro

Band Entretenimento

Política