Topo

Bastidores: Joice Hasselmann quer tirar os meninos da sala, ou do governo

Marco Britto

Do UOL, em São Paulo

22/10/2019 04h02

Resumo da notícia

  • O UOL esteve presente à transmissão do Roda Viva com Joice Hasselmann
  • "Você não bate em homem de mão aberta", teria dito o presidente a deputada
  • "Falei para o presidente: Tira o celular dos meninos, apaga Facebook, Twitter, apaga tudo."

A mulher que entrou sorridente na antessala do programa Roda Viva não parecia estar na mira de uma máquina política. Joice Hasselmann, hoje deputada federal, também jornalista, chegou à vontade, cumprimentou os ex-colegas de profissão e não perdeu tempo: começou a dar entrevista.

O UOL esteve presente à transmissão do programa da TV Cultura na noite desta segunda-feira.

Antes mesmo de funcionarem as câmeras, já continuava sua campanha, uma vez que nos últimos dias tem sido alvo de ataques, em meio à sua destituição do cargo de líder do governo no Congresso.

Não era a primeira entrevista do dia. Mais cedo ela havia sido recebida por uma rádio. "Maior audiência. Três vezes maior que a maior audiência que eles tinham registrado este ano."

Entre apertos de mão e piadas sobre café sem cafeína e cerveja sem álcool, a parlamentar do PSL começou a comentar a razão de sua presença naquela sala e no programa — a agressiva troca de desavenças, mensagens, críticas públicas, com os filhos do presidente Jair Bolsonaro.

"Você não bate em homem de mão aberta", teria dito o presidente a Joice, segundo palavras da própria.

"Falei para o presidente: Tira o celular dos meninos, apaga Facebook, Twitter, apaga tudo." Em outro momento, aconselhou: "Cada macaquinho no seu galho."

Bolsonaro pai não deu ouvidos a Joice, mas aos filhos. Entregou ainda o perfil do Twitter, como admitiu Carlos, dias atrás.

Joice disse que decidiu dar um "basta" no que classifica como "baixo nível" na política do partido. Brada ser repórter investigativa e afirma conduzir apurações por conta própria.

Joice Hasselmann fala sobre ataques virtuais que tem sofrido

UOL Notícias

No Roda Viva, respondeu também sobre acusações de plágio que recebeu como jornalista. Citou que foi absolvida e colocou sindicalistas como difamadores.

Na sala do café, a deputada mostrou aos que estavam presentes no estúdio os memes que a atacam, criticam sua forma física. "Agora que não sou mais líder vou poder voltar a malhar. Acho até que vou fazer um programa no YouTube com a boneca da Peppa do meu lado", diria mais tarde.

Indagada durante um intervalo do programa, ela afirma "ainda ter esperança" no governo Bolsonaro. "Se arrumar agora, ainda dá."

Política