Topo

Eduardo Bolsonaro corre pelo Congresso para fugir da imprensa

Deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) - Pedro Ladeira/Folhapress
Deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

Hanrrikson de Andrade

Do UOL, em Brasília

22/10/2019 14h46

Alçado ao posto de líder do PSL na Câmara, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (SP) decidiu correr pelos corredores do Congresso para fugir da imprensa que o aguardava na saída do plenário. A cena ocorreu na tarde de hoje, logo depois de o parlamentar discursar contra a Venezuela e pedir apoio dos colegas ao que ele chama de "CPI do Foro de São Paulo".

Eduardo chegou à Casa apressado e acompanhado por quatro seguranças, que foram obrigados a correr junto com ele no momento em que o deputado percebeu a presença da imprensa.

A correria assustou servidores que transitavam entre o salão verde e os anexos 3 e 4 da Câmara. No meio do caminho, um dos seguranças de Eduardo deixou o celular cair no chão e teve que voltar para buscar.

Críticas a Maduro

Antes de fugir, o deputado pediu a palavra no plenário e fez críticas ao ditador venezuelano Nicolás Maduro, acusando-o de estar por trás das manifestações de rua em países da América do Sul e também do derramamento de óleo que atinge as praias do Nordeste brasileiro.

Ao assumir a liderança do PSL na Câmara, após vencer a queda de braço com o antigo ocupante da função, Delegado Waldir (GO), Eduardo trocou 13 vice-líderes e ainda mexeu na composição da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), substituindo quatro deputados.

O filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi confirmado no cargo na manhã de segunda após receber o apoio de 28 dos 53 parlamentares da legenda —a lista original tinha 29 nomes, mas um não foi aceito pela Secretaria-Geral da Mesa.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Política