Topo

Fux volta atrás e libera julgamento de processo contra Deltan no CNMP

Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil
Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Do UOL, em São Paulo

19/11/2019 18h48

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux decidiu hoje (19) que o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) poderá julgar na uma ação disciplinar protocolada contra o procurador da República Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba.

A decisão contraria uma medida tomada pelo próprio Fux na última semana, quando suspendeu a análise da ação.

Em decisão comunicada hoje, "à luz do fato superveniente de instrução completa do feito e à luz da jurisprudência do STF", Fux liberou o CNMP "para prosseguir no julgamento (...) em que figura o requerente".

Deltan é alvo de um processo administrativo disciplinar (PAD) aberto pelo ministro Dias Toffoli para apurar suposta "manifestação pública indevida" em entrevista concedida à rádio CBN em agosto de 2018. Na ocasião, o procurador da República criticou a atuação de ministros do STF, que passaria uma imagem de leniência com a corrupção à sociedade.

Deltan passou a ser alvo de ações no CNMP após a divulgações de conversas entre ele e o então juiz Sérgio Moro, atual ministro da Justiça e Segurança Pública, divulgadas pelo site The Intercept Brasil.

Ouça o podcast Baixo Clero (https://noticias.uol.com.br/podcast/baixo-clero/), com análises políticas de blogueiros do UOL.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Deltan fez lobby com STF e governo para tentar emplacar novo PGR

UOL Notícias

Política