PUBLICIDADE
Topo

Política

Esse conteúdo é antigo

General Augusto Heleno diz que 'Abin paralela é devaneio de amadores'

General Augusto Heleno - Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
General Augusto Heleno Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

06/03/2020 17h23

O general Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), afirmou na tarde de hoje que a "Abin paralela é devaneio de amadores".

Em depoimento à CPMI das Fakes News, em dezembro, a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) afirmou que o vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), sugeriu a criação do órgão no início do mandato do pai.

A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) é o serviço de inteligência do Brasil, subordinado ao GSI, do qual faz parte o ministro Augusto Heleno.

No Twitter, Augusto Heleno rebateu a informação, lançada inicialmente por Hasselmann, dizendo que a criação da Abin paralela seria "devaneio de amadores".

"Abin é uma instituição de Estado, apolítica e apartidária, subordinada ao GSI. Seus funcionários são concursados e realizam um ótimo trabalho, anônimo e sigiloso por razões óbvias", escreveu.

"Dr. Alexandre Ramagem, diretor da Abin, delegado da PF, foi nomeado por mim, com aval do presidente da República e faz uma magnífica gestão. Aproximou a Abin da Polícia Federal, com ganhos evidentes para o Serviço Brasileiro de Inteligência (SISBIN). Também transmitiu a seus subordinados uma nova concepção de inteligência, ágil e focada na informação tática, capaz de competir com a rapidez da Internet, reduzindo o preciosismo em prol da velocidade. Abin paralela é devaneio de amadores", concluiu.

Política