PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro manda repórter "às favas" ao ser questionado sobre Datafolha

13.mar.2020 - O presidente Jair Bolsonaro - Mateus Bonomi/AGIF/Estadão Conteúdo
13.mar.2020 - O presidente Jair Bolsonaro Imagem: Mateus Bonomi/AGIF/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

23/03/2020 09h54

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou hoje a pesquisa Datafolha que mostra que a avaliação dele na gestão da crise do novo coronavírus é muito pior que a de governadores e do ministério da Saúde, chefiado por Luiz Henrique Mandetta.

Bolsonaro mandou a repórter "às favas", chamou a pergunta de "impatriótica" e questionou a veracidade da pesquisa em conversa com os jornalistas na portaria do Palácio da Alvorada nesta manhã.

"Você está preocupado com a popularidade minha ou do Mandetta? E você acredita no Datafolha?", questionou o presidente, destacando que ele e os ministros têm trabalhado para minimizar os impactos da pandemia.

"A imprensa é importantíssima para divulgar a verdade, mas não é com pergunta como essa, feita por essa senhora aqui do meu lado. Uma pergunta impatriótica, que vai na contramão do interesse do Brasil, que leva ao descrédito da imprensa brasileira. Uma pergunta, me desculpem, infame até. Vão dizer que estou agredindo a imprensa. Se estou agredindo, saiam da frente do Alvorada ", criticou.

Bolsonaro afirmou que o governo está fazendo o que é possível e que "não dá para ir além". "Aí vem uma pergunta que a popularidade do Mandetta está melhor do que a minha. Vá às favas, pô! Será que não tem mais inteligência no meio da imprensa brasileira para fazer uma pergunta à altura do Brasil e das vidas que estão em risco dado esse vírus?"

Coronavírus