PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
11 meses

No adeus, Moro revela que Bolsonaro se preocupa com inquérito do STF

Ministro Sergio Moro - UESLEI MARCELINO/Reuters
Ministro Sergio Moro Imagem: UESLEI MARCELINO/Reuters

Do UOL, em São Paulo

24/04/2020 12h11

Ao anunciar sua demissão do governo federal hoje, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, disse que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) admitiu estar preocupado com inquérito do STF (Supremo Tribunal Federal) e que a troca de comando da Polícia Federal seria "oportuna" por isso.

O ministro do STF Alexandre de Moraes autorizou a abertura de um inquérito para investigar a organização e o financiamento de atos a favor de um golpe de Estado, com intervenção militar e fechamento do Congresso e do próprio tribunal. Bolsonaro participou de um ato em Brasília realizado na frente do QG do Exército, mas não é investigado.

"O presidente também informou que tinha preocupação do inquérito do STF e que a troca seria oportuna por esse motivo. Também não é razão que justifique a substituição. É algo que gera grande preocupação. Enfim, eu sinto que tenho o dever de proteger a instituição da PF", disse Moro durante pronunciamento nesta manhã.

Moro deixou o cargo após Bolsonaro ter exonerado o diretor-geral da PF (Polícia Federal) Maurício Leite Valeixo. Ele relatou uma "insistência" por parte do presidente para mudar o comando da instituição a partir do segundo semestre do ano passado, sem apresentar causas plausíveis, e disse que a demissão de Valeixo violou a promessa de carta branca que lhe foi feita quando o cargo foi oferecido, além de mostrar uma interferência política na PF.

Sergio Moro pede demissão

Band Notí­cias

Política