PUBLICIDADE
Topo

Bia Kicis usa máscara com a frase "E daí?" na Câmara e rebate críticas

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) usa máscara onde se lê "E daí?" - Reprodução/TV Câmara
A deputada Bia Kicis (PSL-DF) usa máscara onde se lê "E daí?" Imagem: Reprodução/TV Câmara

Do UOL, em São Paulo

21/05/2020 07h48

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) usou uma máscara de proteção contra o novo coronavírus com a frase "E daí?" durante sessão plenária da Câmara dos Deputados realizada ontem.

A frase foi dita pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), de quem a parlamentar é próxima, no dia 28 de abril ao comentar o número de mortos pela pandemia — recorde diário até então.

"E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre", reagiu ele à pergunta de um repórter em frente ao Palácio da Alvorada, em Brasília, e referindo-se ao personagem bíblico.

No Twitter, a deputada postou um vídeo que, segundo ela, "inspirou o fã que doou a máscara".

A gravação diz, por exemplo, "e daí que há anos os hospitais da rede pública sempre estiveram superlotados, onde milhares de brasileiros já morreram por falta de atendimento, falta de medicamentos e médicos?".

Na publicação, ela também diz "antes e daí do que 'ainda bem", referindo-se a fala do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Numa declaração feita anteontem, Lula disse que "ainda bem que a natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus". Ontem, o ex-presidente se desculpou pela frase, que classificou como "infeliz".

Ontem, um dia após o Brasil registrar mais de mil mortes em 24 horas pela covid-19, o Ministério da Saúde divulgou a maior quantidade de resultados de diagnósticos entre um dia e outro desde o início da pandemia: 19.951 casos confirmados, totalizando 291.579 infectados no país.

São 888 novos óbitos confirmados pela pasta entre anteontem e ontem. Com isso, chega a 18.859 o número de mortes pelo novo coronavírus.

Coronavírus