PUBLICIDADE
Topo

Haddad: 'Após julgamento, espero que Lula decida ser candidato em 2022'

Do UOL, em São Paulo*

10/06/2020 14h39

Fernando Haddad, presidenciável do PT em 2018, afirmou que espera que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja o candidato do partido nas eleições de 2022.

Lula foi condenado em 2018 em segunda instância em uma ação da Operação Lava Jato, que o acusou de ser proprietário de um tríplex do Guarujá que era parte do pagamento de propina pela construtora OAS. O ex-presidente foi solto em 2019, mas continua impossibilitado de concorrer a cargos políticos em razão da Lei da Ficha Limpa.

Ontem, presidente do Partido dos Trabalhadores, a deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), afirmou ao UOL que o objetivo do partido é anular os processos que o condenaram em segunda instância (casos do tríplex no Guarujá e no sítio em Atibaia). Se isso vier acontecer e se Lula não for mais condenado em segunda instância, ele poderia disputar a eleição.

"Se nós conseguirmos, e espero que consigamos até o final do ano, ter o julgamento do processo que pede a suspeição do juiz Sergio Moro, o Lula recupera os direitos políticos, e ele poderá decidir, e espero que decida favoravelmente ao pleito do PT, ser ou não candidato em 2022", disse Haddad no UOL Entrevista nesta quarta-feira (10).

"Para mim, [Lula] é o melhor candidato. Mesmo que não fosse, como ele teve os direitos políticos ilegitimamente cassados, penso que ele, como o maior líder político do país, o presidente mais bem avaliado da história do país, se o Supremo chegar à conclusão de que houve uma injustiça e promover uma reparação que para mim é devida, eu penso que ele se torna o candidato favorito em 2022. Se depender de mim como cidadão e advogado do presidente Lula, isso vai acontecer. E a população é que vai dar a última palavra a respeito do grande governo que ele fez", acrescentou.

*Participaram da produção deste texto Diego Henrique de Carvalho, Gabriela Sá Pessoa, Emanuel Colombari, Gustavo Setti e Bruno Madrid

Política