PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Embaixador dos EUA fará teste para coronavírus após almoço com Bolsonaro

O embaixador Todd Chapman (de chapéu, ao centro) participa das comemorações da Independência americana ao lado do presidente Jair Bolsonaro e ministros - Reprodução/Facebook Jair Bolsonaro
O embaixador Todd Chapman (de chapéu, ao centro) participa das comemorações da Independência americana ao lado do presidente Jair Bolsonaro e ministros Imagem: Reprodução/Facebook Jair Bolsonaro

Do UOL, em São Paulo

07/07/2020 08h54Atualizada em 08/07/2020 10h34

O embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, fará exames para detectar se está infectado pelo novo coronavírus, informou na noite de ontem a Embaixada Americana.

O presidente diz ter testado positivo para o vírus hoje.

Chapman esteve com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e ministros no último sábado (4) em um almoço para comemorar o Dia da Independência Americana. Ontem, Bolsonaro foi submetido a um novo teste para covid-19 após apresentar sintomas de gripe, como febre e dores no corpo.

"Chapman teve um almoço privado, no dia 4 de julho, com o presidente Jair Bolsonaro, 5 ministros e o deputado Eduardo Bolsonaro. O embaixador não apresenta nenhum sintoma, mas está tomando as precauções, fará os testes e seguirá os protocolos de rastreamento do CDC [Centro de Controle de Doenças, na sigla em português]", escreveu a Embaixada Americana no Twitter.

Em outra mensagem, a embaixada disse que o governo dos Estados Unidos mantém constante comunicação com o brasileiro e desejou recuperação a Bolsonaro.

"Nossos dois governos mantêm comunicação contínua, incluindo sobre esse caso. Desejamos as melhoras ao presidente Jair Bolsonaro", afirmou a embaixada.

Coronavírus