PUBLICIDADE
Topo

Governador de Sergipe anuncia que está com covid-19 e já cumpre isolamento

Belivaldo Chagas (PSD) agradeceu pelas mensagens de carinho e disse que pretende continuar trabalhando remotamente - Reprodução/Instagram
Belivaldo Chagas (PSD) agradeceu pelas mensagens de carinho e disse que pretende continuar trabalhando remotamente Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

15/07/2020 22h04Atualizada em 15/07/2020 22h07

O governador de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD), anunciou hoje em suas redes sociais que foi infectado pelo novo coronavírus. Chagas disse estar bem, assintomático, e informou que está cumprindo isolamento, como recomendado pelas autoridades de saúde.

"Mesmo tomando todas as precauções necessárias que o momento exige, mas trabalhando diariamente no combate à pandemia, acabei recebendo o resultado positivo (detectável) no meu exame feito hoje para a covid-19. Já comecei a cumprir o isolamento domiciliar e seguir as orientações médicas, a fim de cuidar da minha saúde e evitar que outras pessoas também sejam infectadas", escreveu.

Ele também compartilhou a imagem de seu exame. As amostras foram coletadas hoje mesmo.

O governador reforçou a necessidade de que cada um continue respeitando o distanciamento social, saindo de casa somente quando for necessário, usando máscara e evitando aglomerações.

Ele também agradeceu pelas mensagens de carinho e orações que tem recebido e disse que pretende continuar trabalhando de forma remota.

"Sei que esta doença não é brincadeira, mas pretendo seguir desempenhando o meu trabalho de forma remota e cumprindo com as responsabilidades que o povo sergipano me confiou. Seguimos em frente nesta luta contra o novo coronavírus para salvar vidas, com as bençãos do Nosso Senhor Jesus Cristo e de Senhora Sant'Ana. Venceremos!", completou.

Chagas é o nono governador a contrair a covid-19. Antes dele, também ficaram doentes (dos primeiros para os mais recentes):

  • Wilson Witzel (PSC), do Rio de Janeiro (14/04);
  • Helder Barbalho (MDB), do Pará (14/04);
  • Renan Filho (MDB), de Alagoas (25/04);
  • Antonio Denarium (sem partido), de Roraima (18/05);
  • Paulo Câmara (PSB), de Pernambuco (18/05);
  • Renato Casagrande (PSB), do Espírito Santo (25/05);
  • Mauro Mendes (DEM), do Mato Grosso (04/06);
  • Carlos Moisés (PSL), de Santa Catarina (01/07).

Coronavírus