PUBLICIDADE
Topo

Política

Felix Fischer recebe alta de hospital e deve julgar prisão de Queiroz

O ministro do STJ, Félix Fischer - Pedro Ladeira/Folhapress
O ministro do STJ, Félix Fischer Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

07/08/2020 20h59

Relator da Lava-Jato no STJ (Superior Tribunal de Justiça), o ministro Felix Fischer recebeu alta do hospital hoje e a expectativa é que volte ao trabalho na semana que vem.

Em nota ao UOL, o STJ confirmou que a licença do ministro vai até segunda-feira (10). Com isso, Fischer deve ser o responsável por relatar o pedido de prisão da PGR (Procuradoria Geral da República) contra Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos).

Fischer precisou ser submetido a uma cirurgia de urgência na semana passada para tratar obstrução intestinal ocasionada por uma hérnia interna e voltou a dar entrada na unidade de saúde depois de sentir mal-estar no final de semana.

Em julho do ano passado, o ministro já havia se afastado do STJ para tratar de uma embolia pulmonar. Ele retornou ao Tribunal em março.

Fischer pode rever a decisão do presidente do tribunal, ministro João Otávio de Noronha, que concedeu prisão domiciliar ao PM reformado apontado como operador financeiro de esquema de 'rachadinha' no gabinete de Flávio enquanto deputado estadual no Rio.

A decisão ainda beneficiou a mulher de Queiroz, Márcia Oliveira de Aguiar, que estava foragida e só se apresentou às autoridades após o entendimento de Noronha de que sua presença em casa era 'recomendável para dispensar as atenções necessárias' ao marido.

Política