PUBLICIDADE
Topo

Política

Presidente do STF, Luiz Fux testa positivo para covid-19

Felipe Amorim

Do UOL, em Brasília

14/09/2020 16h15Atualizada em 14/09/2020 20h08

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Fux, informou que testou positivo para o novo coronavírus.

A suspeita é que Fux possa ter contraído o novo coronavírus em almoço de confraternização familiar no último sábado (12), segundo informou a assessoria de comunicação do STF. O ministro, de 67 anos, procurou atendimento médico após constatar aumento na temperatura corporal.

O ministro ficará em isolamento pelos próximos dez dias.

Segundo informou o STF, Fux passa bem e deverá presidir a sessão do plenário do tribunal na próxima quarta-feira (16). O STF tem realizado sessões de julgamento por videoconferência desde o início da pandemia. O ministro comandará a sessão de sua casa no Rio de Janeiro.

Fux é o primeiro dos 11 ministros do STF a confirmar publicamente a infecção pelo coronavírus.

O ministro tomou posse na presidência do STF na última quinta-feira (10). A cerimônia foi realizada presencialmente no plenário do STF, em Brasília.

Na ocasião, compareceram autoridades como o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), além de ministros do STF e do procurador-geral da República, Augusto Aras. Bolsonaro e Alcolumbre foram infectados pelo novo coronavírus, em julho e em março, respectivamente.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), o tempo entre o contágio e o aparecimento de sintomas pode variar de 1 a 14 dias, sendo mais comum um tempo de cinco a seis dias entre a exposição ao vírus e os primeiros sintomas.

Política