PUBLICIDADE
Topo

Política

PF intima Carla Zambelli a depor em inquérito sobre atos antidemocráticos

22.abr.2019 - A deputada Carla Zambelli (PSL-SP) foi intimida pela PF a depor no inquérito que apura a realização de atos antidemocráticos - Michel Jesus/ Câmara dos Deputados
22.abr.2019 - A deputada Carla Zambelli (PSL-SP) foi intimida pela PF a depor no inquérito que apura a realização de atos antidemocráticos Imagem: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados

Stella Borges

Do UOL, em São Paulo

18/09/2020 10h34

A PF (Polícia Federal) intimou a deputada Carla Zambelli (PSL-SP) a depor no inquérito em curso no STF (Supremo Tribunal Federal) que apura a realização de atos antidemocráticos e que pedem a volta da ditadura militar.

A informação foi confirmada ao UOL pela assessoria de imprensa da parlamentar. A data para que ela seja ouvida ainda não foi definida.

Em junho, Zambelli foi uma das parlamentares cujo sigilo bancário foi quebrado no âmbito da investigação por determinação do ministro do STF Alexandre de Moraes, relator do inquérito.

A PF também intimou o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filhos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a depor como testemunhas no inquérito.

Carlos já foi ouvido no dia 10 de setembro, no Rio de Janeiro, e seu irmão prestará depoimento no dia 22.

Segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, o vereador afirmou à PF não ter produzido ou divulgado qualquer tipo de conteúdo que incitasse ataques ao STF, ao Congresso ou aos seus integrantes, e negou utilizar "robôs" para promover postagens.

O inquérito dos atos antidemocráticos foi aberto em 19 de abril a pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República), que se manifestou contra a intimação de Carlos e de Eduardo, depois que uma série de protestos a favor do presidente pediu a volta da ditadura militar e o fechamento do Congresso Nacional e do STF.

Bolsonaro, que participou de um desses atos, em frente ao quartel-general do Exército, em Brasília, não é investigado no processo.

Política