PUBLICIDADE
Topo

Política

Internada com covid, presidente do TST é transferida para hospital em SP

Maria Cristina Peduzzi foi diagnosticada com a covid-19 logo após participar da posse de Luiz Fux como presidente do STF - Giovanna Bembom/TST
Maria Cristina Peduzzi foi diagnosticada com a covid-19 logo após participar da posse de Luiz Fux como presidente do STF Imagem: Giovanna Bembom/TST

Do UOL, em São Paulo

22/09/2020 16h30

A presidente do TST (Tribunal Superior do Trabalho), Maria Cristina Peduzzi, que está com o novo coronavírus, foi transferida da unidade do Hospital Sírio-Libanês em Brasília para a de São Paulo no último domingo (20), informou hoje o tribunal.

Peduzzi foi diagnosticada com a covid-19 na semana passada, seis dias depois de participar da cerimônia de posse de Luiz Fux como novo presidente do STF (Supremo Tribunal Federal).

Segundo o TST, Peduzzi está usando um cateter nasal de oxigênio e medicamentos venosos para tratar a doença. Seu estado de saúde é estável e ainda não há previsão de alta.

Ao todo, oito autoridades que participaram da cerimônia no STF foram diagnosticadas com a covid-19. Além de Fux e Peduzzi, são eles: Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados; Augusto Aras, procurador-geral da República; Luis Felipe Salomão, Antonio Saldanha Palheiro e Benedito Gonçalves, ministros do STJ (Superior Tribunal de Justiça); e Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo.

Devido ao afastamento de Peduzzi, a presidência do TST está sendo exercida pelo vice-presidente do tribunal, ministro Vieira de Mello Filho.

Mestre em Direito pela UnB (Universidade de Brasília), Peduzzi tomou posse como presidente do TST no início de 2020. A magistrada já havia sido vice-presidente do tribunal entre 2011 e 2013.

Errata: o texto foi atualizado
Versão anterior deste texto informava incorretamente o número de autoridades diagnosticadas com a covid-19 desde a posse do ministro Fux. O texto foi alterado e corrigido.

Política