PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

PL anuncia apoio a Pacheco, que amplia bloco à Presidência do Senado

Arquivo - Pacheco segue ampliando o bloco que dá suporte a seu nome para a presidência do Senado - Mateus Bonomi/Folhapress
Arquivo - Pacheco segue ampliando o bloco que dá suporte a seu nome para a presidência do Senado Imagem: Mateus Bonomi/Folhapress

Luciana Amaral

Do UOL, em Brasília

12/01/2021 14h13

A bancada do PL no Senado anunciou hoje que apoiará a candidatura de Rodrigo Pacheco (DEM-MG) à Presidência da Casa. Com a decisão, Pacheco segue ampliando o bloco que dá suporte a seu nome - DEM, PSD, Republicanos, Pros, PSC, PL e PT. Somados, os partidos contam com 32 senadores.

Há a expectativa que o Progressistas anuncie apoio a Pacheco nos próximos dias.

Pacheco é o nome escolhido pelo atual presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para sucedê-lo e tido como preferido do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nos bastidores.

Hoje à tarde, o MDB pode anunciar a senadora Simone Tebet (MDB-MS) como a candidata do partido para a disputa. Dessa forma, ela seria a principal adversária de Pacheco. A tendência é que ela consiga o apoio do PSDB, Podemos, Cidadania e Rede, além de senadores integrantes do grupo suprapartidário "Muda, Senado", que tem como principais bandeiras o combate à corrupção e a defesa da Operação Lava Jato.

Foi justamente por causa dessa proximidade com o "Muda" que o PT ontem decidiu não esperar um anúncio do MDB — prevendo que a escolhida do partido será Simone — e já anunciou apoio a Pacheco. Além de Alcolumbre ser próximo do líder do PT no Senado, Rogério Carvalho (SE), os senadores petistas não concordam com as pautas encampadas pelo "Muda".

Política