PUBLICIDADE
Topo

Política

Caiado e mais políticos lamentam morte: 'Maguito será lembrado por todos'

Caiado decretou luto em Goiás por 3 dias - Pedro Ladeira/Folhapress
Caiado decretou luto em Goiás por 3 dias Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

Colaboração para o UOL

13/01/2021 09h35

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), lamentou hoje a morte de Maguito Vilela (DEM), prefeito eleito de Goiânia. Ele afirmou que recebeu a notícia "com grande consternação e imenso pesar" e disse que a trajetória do de Maguito será lembrada por todos. Outros políticos, dos mais diversos partidos, também se manifestaram sobre o ocorrido.

"Goiás perde um de seus mais notáveis líderes após 83 dias de uma batalha incessante pela vida. O sentimento do povo goiano neste momento de perda é o reconhecimento da trajetória de um homem que enfrentou com dignidade, altivez e espírito público todos os desafios, sempre a defender suas convicções e ideias com coerência, ponderação e sensatez. Maguito Viela realçou a prática da boa política. Ganhou e perdeu sempre com dignidade e em respeito às regras democráticas. Superou os momentos de maior adversidade mantendo o equilíbrio ao ocupar os cargos com destaque e ao priorizar ações em benefício do povo que governou. A sua trajetória de vida certamente será lembrada por todos como parte importante da história política de Goiás e do Brasil", escreveu Caiado no Facebook.

É com grande consternação e imenso pesar que eu e minha esposa, Gracinha Caiado, recebemos a notícia, na manhã desta...

Publicado por Ronaldo Caiado em Quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

Caiado também decretou luto oficial por três dias em Goiás e determinou que sejam prestadas todas as honras de Estado ao prefeito eleito, "em reconhecimento ao que construiu em benefício do povo goiano". O governo estadual fez acordo com a família para ceder o Palácio das Esmeraldas, Salão Gercina Borges Teixeira, para que o corpo seja velado.

Vice-governador de Goiás, Lincoln Tejota, também se manifestou sobre a morte de Maguito e destacou o legado do prefeito eleito.

General Hamilton Mourão, vice-presidente do Brasil, comentou elogiou Maguito em Brasília. "Conheci o Maguito. (...) Uma liderança expressiva do estado de Goiás e também de nível nacional. Muito bem conhecido. Eu lamento profundamente o falecimento dele".

Jorge Kajuru, senador eleito por Goiás, foi outro que usou as redes sociais para falar do ocorrido e disse que o estado "está aos prantos".

Alguns governadores também já lamentaram a morte de Maguito, como Helder Barbalho (MDB), do Pará, e Wilson Lima (PSC), do Amazonas.


Políticos de esquerda, como os deputados Marcelo Freixo (PSOL) e Jandira Feghali (PCdoB) manifestaram desejos de solidariedade e fizeram alertas sobre a covid-19, doença que causou a internação e complicações para Maguito.

Vice-prefeito

Outra manifestação importante foi de Rogério Cruz (Republicanos), que foi eleito como vice-prefeito e agora assumirá o cargo de prefeito definitivamente. Ele disse que a trajetória e qualidades do aliado fazem com que ele encare o desafio como uma grande responsabilidade.

"O que dizer de um homem simples, de coração puro, de um caráter ilibado e que sonhou com "UMA LINDA GOIÂNIA" expressa em folhas de papel? E que me deixa uma grande responsabilidade de fazer Goiânia seguir em frente juntamente com uma equipe de excelência. E assim faremos!", escreveu Rogério Cruz no Instagram.

Cruz já está à frente da administração municipal desde o dia 1º de janeiro, uma vez que Maguito se licenciou do cargo ao tomar posse por meio de uma assinatura eletrônica. O prefeito eleito estava internado desde outubro para tratar da covid-19, mas não resistiu às complicações.

Política