PUBLICIDADE
Topo

Política

Esse conteúdo é antigo

'ACM Neto mostrou o seu caráter', diz Maia após nomeação de novo ministro

Rodrigo Maia (à esquerda) e ACM Neto juntos. Maia tem feito duras críticas ao presidente nacional do DEM - Metro 1
Rodrigo Maia (à esquerda) e ACM Neto juntos. Maia tem feito duras críticas ao presidente nacional do DEM Imagem: Metro 1

Do UOL, em São Paulo

12/02/2021 20h01

O deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ) voltou a criticar o presidente nacional do seu partido, ACM Neto. Maia usou o gancho da nomeação do deputado João Roma (Republicanos-BA) para o Ministério da Cidadania para questionar o caráter do ex-prefeito de Salvador.

"ACM Neto mostrou hoje o seu caráter", escreveu hoje o ex-presidente da Câmara dos Deputados no Twitter, ao compartilhar a notícia da nomeação feita pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Roma é amigo de ACM Neto e foi chefe de seu gabinete na prefeitura de Salvador entre 2013 e 2018. A nomeação ao cargo que era de Onyx Lorenzoni (DEM-RS) acena para uma aproximação cada vez maior de partidos do centrão ao governo Bolsonaro.

Na semana passada, Maia declarou que se sentia traído por ACM Neto por causa da derrota do seu candidato na eleição para a presidência da Câmara. O deputado apoiava Baleia Rossi (MDB-SP), que acabou derrotado por larga diferença pelo candidato apoiado por Bolsonaro, Arthur Lira (PP-AL), vitorioso por 302 votos a 145.

Para Maia, a vitória fácil de Lira foi impulsionada pela atitude do DEM de liberar o voto da sua bancada pouco antes da eleição. Após falar que deixaria o partido, o ex-presidente da Câmara acena com a ida para o PSDB, já que foi convidado a integrar a legenda pelo governador de São Paulo João Doria (PSDB), seu atual aliado.

Apesar da crítica de Maia dar a entender que ACM Neto teve participação na nomeação de Roma, segundo informações do site "Congresso em Foco", parceiro do UOL, o presidente do DEM tentou convencer o amigo a desistir de aceitar o posto de ministro da Cidadania, justamente para evitar a impressão de que fez indicações para cargos no governo Bolsonaro.

Na última terça-feira (9), ACM Neto se reuniu com Doria em São Paulo, junto com o vice-governador paulista, Rodrigo Garcia (DEM). Doria afirmou, no dia seguinte ao encontro, que o presidente do DEM garantiu que o partido não apoiará Bolsonaro, nem durante o seu governo e nem para a corrida presidencial de 2022.

ACM lamenta nomeação

Pouco após a manifestação de Maia, ACM Neto também comentou a nomeação de Roma para a Cidadania, ministério que cuida de programas sociais importantes como o Bolsa Família. O ex-prefeito de Salvador disse que lamenta o fato de o amigo ter aceitado o convite de Bolsonaro.

"Considero lamentável a aceitação, pelo deputado João Roma, do convite do Palácio do Planalto para assumir o Ministério da Cidadania. A decisão me surpreende porque desconsidera a relação política e a amizade pessoal que construímos ao longo de toda a vida", afirmou ACM no Twitter, reforçando sua oposição ao governo Bolsonaro.

"Se a intenção do Palácio do Planalto é me intimidar, limitar a expressão das minhas opiniões ou reduzir as minhas críticas, serviu antes para reforçar a minha certeza de que me manter distante do governo federal é o caminho certo a ser trilhado, pelo bem do Brasil", acrescentou.

Política