PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
15 dias

Lula pede seriedade a Bolsonaro sobre vacinação: 'Cadê o Zé Gotinha?'

Lula recebeu segunda dose da vacina contra covid-19 no último final de semana. Ex-presidente foi o que mais vacinou segundo levantamento do site Poder 360 - Reprodução
Lula recebeu segunda dose da vacina contra covid-19 no último final de semana. Ex-presidente foi o que mais vacinou segundo levantamento do site Poder 360 Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

09/04/2021 20h11

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) usou hoje a expressão que criou em discurso recente para cobrar seriedade do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) quanto à vacinação. A cobrança vem em meio ao ritmo lento da campanha de imunização contra a covid-19, que tem até agora apenas 3% da população com duas doses aplicadas.

Em publicação no Twitter, Lula compartilhou um post do deputado federal Alexandre Padilha (PT), ex-ministro da Saúde no governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). A publicação afirma que Lula foi o presidente que mais vacinou, enquanto Bolsonaro foi o que menos conseguiu aplicar vacinas proporcionalmente ao tempo no cargo.

"Cadê o Zé Gotinha? Vacinação é coisa séria, Bolsonaro", publicou o perfil de Lula.

A publicação original de Padilha citava um levantamento do site Poder 360, que comparou o número de doses de vacinas aplicadas por cada presidente desde 1994, quando teve início a atual série histórica do DataSus, fonte dos dados.

Segundo o levantamento, Lula foi o que mais vacinou na conta feita de doses por habitante ao ano. O petista teve a média de 0,81 nos seus oito anos de mandato. Logo atrás veio Fernando Henrique Cardoso (PSDB), com a média de 0,77 estabelecida também em dois mandatos de quatro anos.

Já Bolsonaro ficou atrás ainda de Dilma e Michel Temer (MDB). Considerando seus dois primeiros anos de mandato, o atual presidente aplicou 208,6 milhões de doses de vacinas, o que resulta numa média de 0,49 considerando a divisão por habitantes e por ano.

Zé Gotinha em discurso

A fala de Lula sobre a mascote da vacinação no Brasil, que existe desde a década de 1980, foi feita há cerca de um mês, logo após o petista recuperar os direitos políticos com a anulação das suas condenações feitas no âmbito da Operação Lava Jato.

Lula discursava para apoiadores na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), quando questionou o atual governo sobre a ausência do Zé Gotinha nas campanhas de vacinação.

"Cadê o Zé Gotinha? Bolsonaro mandou embora porque pensou que era petista", afirmou Lula.

Política