PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
15 dias

SP: Após dizer que Kim Kataguiri e Mamãe Falei invadiram PS, governo recua

Wanderley Preite Sobrinho

Do UOL, em São Paulo

17/04/2021 10h22

O deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) e os deputados estaduais Ricardo Mellão (Novo) e Arthur Do Val (Patriotas), o Mamãe Falei, "invadiram" o Hospital Geral de Guarulhos na tarde de ontem (16), "colocando em risco pacientes e profissionais", afirmou em nota a Secretaria Estadual da Saúde, na manhã deste sábado (17).

Parlamentares invadiram o Pronto Socorro e tentaram acessar - à força - a área restrita do hospital para atendimento a casos graves de covid-19, onde é permitida apenas a circulação de profissionais de saúde, promovendo aglomeração e risco à equipe e aos pacientes da ala
Governo Estadual de São Paulo

Mais tarde, porém, o próprio governo de São Paulo voltou atrás. Em post nas redes sociais, a Secretaria da Saúde disse que "após análise das imagens", "notou-se que não houve tentativa de acesso ao espaço da UTI do hospital". E, em seguida, afirmou que a visita dos parlamentares "não é recomendável".

Secretaria falou em protocolos sanitários e de prevenção

A "visita" foi filmada pelas câmeras de segurança do hospital e suas imagens foram divulgadas nas redes sociais.

"A postura destoa do que é esperado de autoridades públicas, que deveriam ser exemplo e zelar pela segurança de todos", disse a secretaria em nota enviada ao UOL. "Todos os serviços de saúde seguem protocolos sanitários e de prevenção contra o novo coronavírus, que devem ser respeitados por qualquer pessoa."

O governo diz ainda estar "à disposição das autoridades" e pediu "bom senso e diálogo".

Em resposta, ainda cedo, Kim Kataguiri escreveu no Twitter que é "bizarro que, no meio de uma pandemia, a pasta dedique seu tempo para espalhar mentiras na internet", e compartilhou vídeo com as explicações de Arthur do Val.

Segundo o deputado estadual, eles participaram de uma "fiscalização surpresa ao hospital", escolhido porque "mandei emendas para lá (...) e é importante verificar se o trabalho é feito de maneira completa".

Do Val afirmou que houve "um choque de uma fiscalização surpresa com vídeo; as pessoas resistem e isso é normal", mas que "em nenhum momento usamos de grosseria e violência".

Ele disse que os deputados foram acompanhados "100% do tempo" pelo diretor do hospital e sua equipe e que "não visitou UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e área covid".

O resultado foi terminar parabenizando, fazendo uma salva de palmas baixinha pro pessoal da equipe do hospital que fizeram um excelente trabalho
Arthur Do Val, deputado

O deputado Ricardo Mellão confirmou a versão de Do Val sobre a invasão e disse ainda que foi "convidado, junto a outros parlamentares", para uma visita de fiscalização acompanhada pelos profissionais do hospital.

"A visita se restringiu a conferir o prontuário de presença dos médicos, o atendimento à população e os itens do almoxarifado. Tenho como rotina de trabalho como deputado de fiscalizar equipamentos públicos, como já fiz em diversas ocasiões", disse. "Entendo que visitas-surpresa geram desconforto, peço desculpas pelo mal-entendido, faço um elogio ao trabalho dos profissionais do hospital e lamento a forma como o episódio foi tratado pela Secretaria da Saúde."

Política