PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
2 meses

Quadros, vinhos e relógios italianos apreendidos na Lava Jato vão a leilão

Quadro "Ouço Vozes" de Beatriz Milhazes também vai a leilão - Divulgação
Quadro "Ouço Vozes" de Beatriz Milhazes também vai a leilão Imagem: Divulgação

Colaboração para o UOL

25/05/2021 15h12

Uma série de bens apreendidos na operação Lava Jato vão a leilão entre a próxima segunda-feira (31) e 11 de junho. Entre os itens, estão quatro obras de arte, 22 garrafas de vinho e 15 relógios cujo lances variam entre R$ 500 e R$ 280 mil.

Entre as obras de arte, há a escultura de bronze "A Mulher Deitada" do artista Alfredo Ceschitti, com lance mínimo de R$ 50 mil. O artista foi consagrado por assinar obras localizadas em prédios projetados por Oscar Niemeyer.

Também estão disponíveis três quadros: "Ouço vozes que se perderam nas veredas que encontrei", da artista Beatriz Milhazes, com lance mínimo de R$ 280 mil; "Árvore", do artista Gonçalo Ivo, a partir de R$ 80 mil, e "Chocolate", do artista Vik Muniz, a partir de R$ 60 mil.

O leilão dispõe ainda de relógios italianos da marca Panerai e IWC Chronograph Português; lotes de vinho Mouton Rothschild Safra 2010, Mouton Rothschild Safra 2002, a partir de R$ 8.840,00.

Os lances podem ser feitos até segunda-feira, mas caso os itens não forem arrematados podem ser negociados até 11 de junho, a partir de 80% do valor avaliado pelo mercado.

O leilão ocorre em modalidade virtual, entretanto, os relógios e vinhos podem ser inspecionados até sexta-feira (28) no site do leiloeiro oficial. Os quadros e a escultura, por razões de segurança e conservação, encontram-se em galerias de arte e não estão disponíveis para visitação. As obras possuem documentos que comprovam a autenticidade e originalidade.

Política