PUBLICIDADE
Topo

Política

Em SP, Damares evita falar de vacinas e elogia governo: "Acertou muito"

Ministra Damares Alves dá entrevista na Alesp - Lucas Borges Teixeira/UOL
Ministra Damares Alves dá entrevista na Alesp Imagem: Lucas Borges Teixeira/UOL

Lucas Borges Teixeira

Do UOL, em São Paulo

14/06/2021 18h24

Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, afirmou hoje em São Paulo que o governo federal "acertou muito" e "trabalhou muito bem" na gestão da pandemia no Brasil. A avaliação positiva acontece no mesmo dia que o país se aproxima do marco de 490 mil mortos pela covid-19.

Em coletiva na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), Damares defendeu que o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) trabalhou em várias frentes para combater a pandemia, mas não quis comentar as acusações de descaso quanto à oferta de vacinas.

"Num conjunto, o Ministério da Saúde acertou muito", declarou Damares citando como exemplo a assistência aos indígenas, que entraram no primeiro grupo de imunização. A ministra não citou, no entanto, o impacto que o colapso na distribuição de oxigênio para os hospitais em Manaus, no começo do ano, do qual o governo foi alertado, teve na população.

"O ministério da Saúde é um todo. Por exemplo: prematuros. Vocês pensaram como o covid alcançou as mães dos prematuros? Como a Saúde reagiu para que essa mulher tivesse acesso ao bebê? Para o que bebê tivesse o canguru e o bebê sobrevivesse?", questionou a ministra. "Tem muitos detalhes. O Ministério da Saúde trabalhou muito bem no enfrentamento à covid."

Ela também usou exemplos menos ortodoxos. "Disseram que todos os velhinhos do Brasil seriam mortos. Como em alguns países do mundo, tiveram cidades que 100% dos idosos morreram no abrigo. No Brasil isso não aconteceu, nós cuidamos dos nossos abrigos lá atrás", afirmou Damares, com uma camiseta "Idosos, eu protejo".

O UOL não encontrou nenhuma cidade que teve 100% de mortes de idosos, mas, de acordo com os dados de Transparência do Registro Civil, pelo menos 342 mil idosos acima de 60 anos morreram no Brasil com suspeita e confirmação de covid durante a pandemia.

Damares também falou de ações pontuais de outros ministérios, como as inaugurações promovidas pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, e de outras pastas para defender a atuação do governo.

"O governo federal trabalhou muito, nós ministros estamos sem dormir pra enfrentar a pandemia", concluiu a ministra

Damares foi à Alesp para participar de uma reunião da Frente Parlamentar de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Doenças Raras a convite da deputada estadual Valéria Bolsonaro (PSL-SP). Ela recebeu uma lembrança da assembleia das mãos do presidente, Carlão Pignatari (PSDB-SP), e assinou o nome no chamado Livro de Ouro da Casa, voltado às autoridades.

Política