PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
2 meses

João Doria é diagnosticado com covid-19 pela segunda vez

Leonardo Martins

Do UOL, em São Paulo

15/07/2021 15h57Atualizada em 16/07/2021 08h12

O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB) foi diagnosticado hoje com covid-19 pela segunda vez. Em mensagem em suas redes sociais, disse sentir-se bem, disposto e "com convicção de que estou sendo protegido contra o agravamento da doença.

"Hoje pela manhã, resolvi fazer mais um teste de covid. Aliás, faço testes de covid regularmente. O resultado saiu agora e foi positivo. Infelizmente", reafirmou em vídeo distribuído por sua equipe. Por orientação do médico infectologista David Uip, o governador cancelou sua agenda e passará a trabalhar virtualmente, de casa.

Em junho, o governador recebeu a segunda dose da vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan. A vacina não impede que se desenvolva a doença, mas diminui a chance de que o caso seja grave.

O governador já havia sido diagnosticado em agosto do ano passado, mas, à época, disse não ter manifestado sintomas. Nesta semana, porém, Doria surgiu rouco e com coriza — um dos sintomas da doença causada pelo novo coronavírus.

"Obrigado pela preocupação comigo, se esse é seu interesse. Estou resfriado e com coriza", ironizou quando questionado pela reportagem sobre seu estado de saúde durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes.

A orientação de médicos e especialistas é de que, em caso de qualquer sintoma relacionado à covid-19, o paciente não encontre com outras pessoas, se isole e faça um teste PCR para detectar a infecção ou não pelo novo coronavírus.

Na última segunda-feira (12), três dias antes de ser diagnosticado, Doria também participou de um evento com aglomeração de centenas de pessoas no Memorial da América Latina. O encontro foi organizado pelo governo de São Paulo para anúncios relacionado à educação.

Em sua postagem no Twitter, o governador ressaltou que seu caso serve de alerta. "Meu caso serve de alerta para todos que já foram vacinados seguirem respeitando os protocolos. Pois, todos estão suscetíveis a serem infectados e transmitir o vírus, mesmo vacinados. Não importa a vacina, elas evitam o agravamento da doença, não a infecção", disse.

Em meio ao avanço da campanha de vacinação contra a covid-19 no país e a melhora nos índices da pandemia no estado, Doria tem adotado um discurso "otimista", em suas próprias palavras, nas últimas coletivas de imprensa há pelo menos duas semanas.

Suas primeiras falas nos eventos têm sido chamando atenção para as "boas notícias", principalmente quando anuncia redução nos números de mortes por covid-19 e quando antecipa o cronograma de vacinação.

Atualmente, o estado de São Paulo está na "fase de transição" do Plano São Paulo, programa que estabelece as medidas de restrição na pandemia. A fase tem sido cada vez mais flexibilizada. No último anúncio, o governo permitiu o funcionamento do comércio, bares e restaurantes até às 23h.

Coronavírus