PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

'É bastante esquisita a história dela', diz Bolsonaro sobre Joice

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), disse que não vai se envolver "na polêmica" do caso de Joice Hasselmann - Adriano Machado/Reuters
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), disse que não vai se envolver "na polêmica" do caso de Joice Hasselmann Imagem: Adriano Machado/Reuters

Do UOL, em São Paulo

27/07/2021 18h49Atualizada em 27/07/2021 19h58

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pôs em dúvida as agressões físicas sofridas pela deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP). O político disse que "é bastante esquisita a história dela".

De acordo com o chefe do Executivo federal, a parlamentar tenta "culpá-lo", mas ele "não irá responder às acusações" sobre ter envolvimento e que em breve "a polícia vai desvendar" o caso.

Joice diz ter acordado ferida no chão do quarto, na manhã do domingo (18), sem memória do que havia acontecido.

Não quero entrar na polêmica. O que eu vejo na imprensa, vão ver sinal eletrônico daqueles dias, ver a fita do prédio dela e pedir exames no que compete a ele. Não quero polemizar. E tenho certeza que a policia vai desvendar
Jair Bolsonaro

As declarações do presidente foram ditas em entrevista ao jornalista Magno Martins, no Distrito Federal. Na sequência, o presidente afirmou: "Me culpa achando que vou responder. Não vou", se referindo a Joice.

Hoje a Depol (Polícia Legislativa da Câmara) afirmou ter feito a perícia em 16 câmeras do prédio onde fica localizado o apartamento funcional da deputada. Contudo, a polícia não disse se encontrou algo irregular ou suspeito nas gravações analisadas.

A Depol também colheu depoimentos dos funcionários que atuam na residência, localizada em Brasília.

Em nota, o departamento diz ter enviado inquérito sobre o caso para o MPF (Ministério Público Federal). "Caberá ao Procurador da República oferecer ou não a denúncia à Justiça Federal."

Joice não saiu de casa entre 15 e 20 de julho

A perícia indicou que Hasselmann não saiu do imóvel entre os dias 15 e 20 de julho. Segundo a Câmara, a perícia aponta que Joice só saiu de casa na terça passada (20), data na qual a congressista afirmou ter ido ao hospital, dois dias após o incidente.

A parlamentar relata que foi inicialmente socorrida pelo marido, o neurocirurgião Daniel França, que dormia em outro quarto. Por essa razão, segundo o casal, ela não foi imediatamente ao hospital, já que França é capacitado para fazer o atendimento médico.

Política