PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Damares em protesto por voto impresso: 'Brasil verde e amarelo'

Damares Alves participa de ato a favor do voto impresso, em Brasília - Reprodução / Twitter
Damares Alves participa de ato a favor do voto impresso, em Brasília Imagem: Reprodução / Twitter

Do UOL, em São Paulo

01/08/2021 18h33Atualizada em 01/08/2021 18h59

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, participou dos atos a favor do voto impresso auditável, promovidos por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em Brasília.

Segundo a ministra, as manifestações mostram que o Brasil está "em verde e amarelo", referência utilizada para definir os que apoiam as ideias de Bolsonaro sobre as eleições de 2022 e são contra a urna eletrônica.

Em um vídeo compartilhado no Twitter, a ministra aparece vestindo camisa verde e boné amarelo, afirmando que os atos que ocorreram em diversas capitais do país são "democráticos".

Estamos aqui nesse ato democrático, lindo, verde e amarelo. Dizendo sim ao voto auditável. Brasil novamente em verde e amarelo para dizer sim à democracia. Bora lutar pelo voto auditável
Damares Alves

Bolsonaro discursou por videochamada

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) discursou, por videochamada, durante atos em Brasília, no Rio e em São Paulo.

Sem provas, o chefe do Executivo federal voltou a sustentar a teoria de que o sistema eleitoral eletrônico apresenta fragilidades e afirmou que o pleito do ano que vem só será realizado se for "limpo e democrático".

Nunca houve fraude comprovada nas eleições brasileiras desde a adoção da urna eletrônica.

O governo Bolsonaro teve início em 1º de janeiro de 2019, com a posse do presidente Jair Bolsonaro (então no PSL) e de seu vice-presidente, o general Hamilton Mourão (PRTB). Ao longo de seu mandato, Bolsonaro saiu do PSL e ficou sem partido. Os ministérios contam com alta participação de militares. Bolsonaro coloca seu alinhamento político à direita e entre os conservadores nos costumes.