PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
5 meses

Presidente do Senado confirma reunião com governadores na próxima semana

11.ago.2021 - O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), durante entrevista coletiva - Marcos Brandão/Senado Federal
11.ago.2021 - O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), durante entrevista coletiva Imagem: Marcos Brandão/Senado Federal

Anna Satie

Do UOL, em São Paulo

25/08/2021 16h39

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), confirmou hoje a reunião com governadores para a próxima semana, na quinta-feira (2).

A audiência foi solicitada pelos chefes dos Executivos estaduais na segunda-feira (23), após uma reunião do Fórum dos Governadores, e tem a intenção de pacificar a relação entre as instituições. Os demais convidados, os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, e da República, Jair Bolsonaro (sem partido), não se manifestaram até o momento.

O coordenador do Fórum, o governador Ibaneis Rocha (DEM-DF), justifica no convite que o encontro terá o propósito de identificar e pautar pontos convergentes e estratégias visando salvaguardar a paz social, a democracia e o bem-estar socioeconômico da população brasileira".

O movimento feito pelos governadores é uma reação às ações do presidente, que, nas últimas semanas, intensificou seus ataques a ministros do Supremo e do Tribunal Superior Eleitoral, colocou sob dúvida a realização das próximas eleições e apresentou ao Senado um pedido de impeachment contra o ministro Alexandre de Moraes na última sexta-feira (20).

Pacheco já havia solicitado ao presidente do STF a retomada do diálogo institucional. "Pedi ao ministro Luiz Fux que houvesse a iniciativa da reunião entre os Poderes", disse Pacheco em evento do Secovi, sindicato patronal do mercado imobiliário, nesta segunda-feira.

Segundo o blog da Carla Araújo, auxiliares de Bolsonaro dizem não ver "a mínima chance" do presidente sentar à mesa com os governadores.

A assessoria de Luiz Fux afirmou que o ministro ainda não respondeu ao convite. O UOL entrou em contato com a secretaria-geral da Presidência da República e com a assessoria de Arthur Lira, e aguarda posicionamento.

Política