PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
2 meses

Vereadores de cidade de PE negam título de cidadão honorário a Bolsonaro

Vereadores de uma cidade de Pernambuco negam título de cidadão honorário ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido)  - Alan Santos/PR
Vereadores de uma cidade de Pernambuco negam título de cidadão honorário ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) Imagem: Alan Santos/PR

Do UOL, em São Paulo

03/09/2021 16h15Atualizada em 03/09/2021 16h46

Por 13 votos a 3, a Câmara de Vereadores de Vitória de Santo Antão, município de Pernambuco, rejeitou ontem uma proposta para entregar o título de cidadão honorário ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Durante a sessão, transmitida pelas redes sociais, é possível escutar protestos contrários de moradores em frente à Câmara dos Vereadores. A proposta foi apresentada pelo vereador Marcos da Prestação (Republicanos).

O único que não votou foi o presidente da Câmara de Vitória de Santo Antão, André de Bau (PSD).

Os vereadores contrários ao projeto alegaram que Bolsonaro não tem serviços prestados à cidade. Em sua justificativa, Marcos da Prestação afirmou que a fala "é um absurdo".

"Qualquer presidente tem serviço prestado nos mais de 5.000 municípios do Brasil. Por incrível que pareça, eu articulei e tínhamos os votos necessários porque isso não traz nenhum custo para Vitória de Santo Antão", afirmou Marcos da Prestação.

Talvez seja o presidente da República com maior currículo que nós já vimos na história. É verdade que ele não tem tanta etiqueta para falar, mas tem mostrado, durante seu governo, o combate à corrupção de uma forma nunca vista."
Vereador Marcos da Prestação antes da votação na Câmara

Entre os serviços prestados por Bolsonaro, diz o vereador, está o auxílio emergencial. Segundo ele, 45,6 mil moradores da cidade receberam o benefício. Marcos da Prestação não citou, entretanto, que o presidente Bolsonaro anunciou uma ajuda financeira de R$ 200 por mês. As parcelas chegaram ao valor de R$ 600 após articulação de deputados com membros do governo federal.

Marcos da Prestação também ressaltou que 72% da população de Vitória de Santo Antão receberam a 1ª dose da vacina contra covid-19. Desde o início da pandemia, Bolsonaro tenta desacreditar as vacinas e apoia medicamentos sem eficácia comprovada contra a covid.

Política