PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Bandeiras e camisas opõem apoiadores e contrários a Bolsonaro no Sul

Em Porto Alegre, ato a favor de Bolsonaro se concentrou no Parque Moinhos de Vento - Reprodução/Redes Sociais
Em Porto Alegre, ato a favor de Bolsonaro se concentrou no Parque Moinhos de Vento Imagem: Reprodução/Redes Sociais

Hygino Vasconcellos

Colaboração para o UOL, em Balneário Camboriú (SC)

07/09/2021 17h08Atualizada em 07/09/2021 17h08

Bandeiras e camisetas ajudaram a identificar a posição dos grupos que protestaram hoje nas capitais do Sul do Brasil. De um lado, as cores verde e amarelo marcavam o território dos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). De outro, faixas vermelhas —em alusão ao PT (Partido dos Trabalhadores)— identificavam os opositores do mandatário.

Em Porto Alegre, os protestos de grupos contrários ocorreram simultaneamente abaixo de chuva na tarde de hoje. Um grupo contrário a Bolsonaro se concentrou embaixo de um viaduto na avenida Loureiro da Silva, enquanto manifestantes favoráveis ao presidente se reúnem no Parque Moinhos de Ventos.

Pela manhã, outras duas capitais do Sul do país também tiveram manifestações de apoiadores do presidente. Em Florianópolis e Curitiba, os atos se encerraram no começo da tarde, sem incidentes. À tarde ocorrem protestos contra Bolsonaro nessas duas cidades.

Em Porto Alegre, o ato da esquerda iria ocorrer ao ar livre no Parque da Redenção, porém, a chuva forte fez o grupo se reunir embaixo do viaduto. Em seguida, com a melhora do tempo, o grupo partiu em caminhada por ruas centrais.

Já os apoiadores de Bolsonaro fizeram uma carreata pelas ruas e avenidas de Porto Alegre. Em um dos momentos, o grupo chegou a se aproximar do outro ato, mas foi orientado pela Brigada Militar a tomar outro caminho, para evitar possível enfrentamento.

Curitiba

Na capital paranaense, um guindaste ergueu uma bandeira gigante —nas cores verde e amarela— durante a manifestação a favor do presidente na Praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico da cidade. Inúmeras pessoas vestiam camisetas da seleção brasileira e muitos estavam sem máscara.

Florianópolis

Em Florianópolis, um protesto a favor do governo Bolsonaro ocorreu na manhã de hoje no trapiche da avenida Beira Mar Norte, no centro da cidade. A manifestação iniciou com chuva, que acabou parando durante o ato.

Para a ND TV, a organização Direita Santa Catarina estimou a participação de 50 mil pessoas —a Polícia Militar não apresentou estimativas. O UOL tenta contato com a organização.

Os manifestantes carregavam bandeiras do Brasil ou camisetas da seleção brasileira. Muitas pessoas não usavam máscaras ou respeitavam o distanciamento social. Em um carro foi afixada a imagem de Bolsonaro como lugar do motorista e na janela do banco de trás foi colocada uma foto de Lula atrás das grades.

Porto Alegre

Dois grupos estão nas ruas da capital gaúcha protestando hoje. Há registro de chuva forte na cidade.

O ato da esquerda ocorreu embaixo de um viaduto na Avenida Loureiro da Silva. Nele, manifestantes carregaram bandeiras de partidos políticos e contrários ao presidente. Após a caminhada, o grupo acabou se dispersando.

Já os apoiadores do presidente se concentram no Parque Moinhos de Ventos - parte do grupo fez uma carreata nas ruas e avenidas da cidade. Da mesma maneira que Curitiba, uma bandeira gigante foi erguida com a ajuda de um guindaste no parque.

Política