PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Senador pede comparecimento de Jair Renan, filho '04' de Bolsonaro, à CPI

Do UOL, em São Paulo

20/09/2021 16h33

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) apresentou requerimento pedindo a convocação de Jair Renan, filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid. Ele pede esclarecimentos de seu vínculo com o lobista Marconny Faria.

"Apresentei requerimento para convocar o senhor Jair Renan, para que ele possa dar pessoalmente um alô para a CPI e preste esclarecimentos sobre seus vínculos com o lobista Marconny Faria e supostas ameaças a parlamentares. A lei vale para todos", escreveu o parlamentar, nas redes sociais.

A apresentação do requerimento —que ainda precisa ser votado pela comissão— ocorre pouco tempo depois que Jair Renan (também conhecido como filho '04' de Bolsonaro) registrou no Instagram a visita que fez a uma loja de armas.

Em uma série de vídeos que ainda estão no ar, Renan gravou um mostruário de pistolas, chamou os itens de 'brinquedo' e, rindo e filmando os trabalhadores da loja, lançou uma provocação à CPI da Covid.

Alô, CPI. Jair Renan, filho de Bolsonaro, aparece em vídeo em tom de deboche

Na semana passada, a comissão parlamentar ouviu o depoimento do suposto lobista Marconny Albernaz de Faria, que confirmou os laços entre ele e Jair Renan. Segundo relato de Marconny, ele conheceu o filho do presidente por amigos em comum, o ajudou a "criar uma empresa de influencer" e o apresentou a um colega tributarista que poderia guiá-lo.

Com isso, a CPI da Covid decidiu chamar a mãe de Jair Renan e uma das ex-esposas do presidente, Ana Cristina Valle. A advogada é investigada no caso das rachadinhas nos gabinetes de outros filhos de Bolsonaro.

Política