PUBLICIDADE
Topo

Política

Celso Amorim: Bolsonaro parecia prefeito de cidade pequena falando na ONU

Colaboração para o UOL

21/09/2021 18h37

Em entrevista ao UOL News da noite de hoje, o ex-ministro das Relações Exteriores Celso Amorim analisou o discurso do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na 76ª Assembleia-Geral da ONU (Organização das Nações Unidas), em Nova York. Segundo ele, a fala de cerca de 12 minutos teve "valor zero".

"[Foi] um discurso inadequado na forma, no conteúdo, mas também inadequado para o palco que ele estava falando. Ele parecia, sem desmerecer os prefeitos das pequenas cidades, parecia o prefeito de uma pequena cidade falando dos postes que consertou. A ONU não quer saber se ele privatizou a Cedae ou não, aquilo é um fórum mundial, está se discutindo os grandes problemas mundiais, a pandemia, o clima, quais são as soluções em termos globais, a paz e a segurança", disse Amorim.

O ex-ministro lembrou que além do mandatário brasileiro não falar sobre estas questões, contou apenas fatos falsos ou distorcidos. Conforme levantamento do UOL Confere, Bolsonaro mentiu cinco vezes e distorceu outras sete em seu discurso.

"O Brasil de fato tem um padrão de energia bastante limpo, mas não foi fruto do governo dele, e sim dos governos anteriores. Então, o que não é mentira, é distorção."

Na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas, o presidente brasileiro atacou a imprensa, passou informações falsas e fora de contexto sobre o combate ao desmatamento na Amazônia, enateceu as manifestações de 7 de Setembro, e insistiu em práticas erradas no combate à pandemia de covid-19, com críticas ao lockdown e apoio ao tratamento precoce

Política