PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
2 meses

Manifestantes levam geladeira com ossos para protestar contra fome em Natal

Geladeira com ossos simboliza fome e miséria, que aumentaram durante a pandemia da covid-19 no Brasil - José Aldenir/TheNews2/Estadão Conteúdo
Geladeira com ossos simboliza fome e miséria, que aumentaram durante a pandemia da covid-19 no Brasil Imagem: José Aldenir/TheNews2/Estadão Conteúdo

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió (AL)

02/10/2021 21h27Atualizada em 02/10/2021 21h30

A imagem que chocou o Brasil nesta semana, de pessoas disputando pedaços de ossos em um caminhão, no Rio de Janeiro (assista no final da página), fez manifestantes de Natal relembrarem o caso hoje, no protesto contra o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Eles levaram uma geladeira com ossos simbolizando a fome e a miséria, que aumentaram durante a pandemia da covid-19 no país.

A geladeira com ossos tinha a frase "a fome não espera" e estava coberta de um pano nas cores verde e amarelo, além de adesivos de "fora, Bolsonaro".

Além da geladeira, manifestantes carregavam cartazes criticando a alta do preço do gás, da energia elétrica, de combustíveis e de alimentos. Outros chamaram o presidente de "genocida" e pediram o impeachment dele.

O protesto iniciou às 15h, em frente ao shopping Midway Mall, no bairro Tirol, zona leste da capital. Depois, os manifestantes seguiram em caminhada, no sentido sul pela avenida Salgado Filho, uma das principais vias da capital.

A manifestação foi encerrada por volta das 18h. O número de participantes não foi divulgado.

Política