PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Wassef é barrado no STF por não apresentar comprovante de vacina anticovid

Frederick Wassef não pôde participar presencialmente de julgamento no STF  - Reprodução/Twitter/@Sarahteofilo
Frederick Wassef não pôde participar presencialmente de julgamento no STF Imagem: Reprodução/Twitter/@Sarahteofilo

Do UOL, em São Paulo

01/12/2021 08h10

O advogado Frederick Wassef foi impedido de entrar nas instalações do STF (Supremo Tribunal Federal) ontem por não apresentar comprovante de vacinação contra covid-19, como exigido desde outubro deste ano pelo Tribunal.

Wassef iria participar presencialmente de julgamentos na Segunda Turma do Supremo relacionados ao senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ). Em decisões do colegiado, foram anuladas provas contra o senador no caso das 'rachadinhas', assim como foi mantido seu foro privilegiado.

Em nota, o STF disse que Wassef foi informado por seguranças "de que poderia participar de forma online da sessão de julgamento" e "foi "receptivo às regras".

"O advogado Frederick Wassef não foi autorizado a ingressar nas instalações do STF na tarde desta terça-feira (30) por não apresentar o comprovante de vacinação, exigido a todos que frequentam o tribunal, conforme o artigo 4º da Resolução 748/2021", diz a nota.

O UOL tenta contato com Wassef. Ontem, após o julgamento, o advogado concedeu uma entrevista ao lado de Flávio Bolsonaro e disse que não comentaria o assunto naquele momento.

O STF publicou uma resolução no dia 26 de outubro regulando o retorno presencial das atividades do Supremo.

Para ingresso nas instalações, passou a ser exigida a apresentação de certificado de vacinação contra covid-19 emitida pelo aplicativo Conecte-SUS, do Ministério da Saúde.

Para pessoas não vacinadas, é necessário apresentar teste RT-PCR ou teste antígeno negativos para COVID-19 realizados nas últimas 72 horas.

Além disso, as pessoas que entrarem no local precisam usar máscara de proteção facial e manter o distanciamento de 2m em relação às pessoas nos acessos ou dentro das dependências do Tribunal.

Política