PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Bolsonaro agradece votos em eleição da Time e parabeniza Trump por 2º lugar

Do UOL, em São Paulo

07/12/2021 19h42

Após vencer eleição popular de personalidade do ano, realizada pela revista americana Time, o presidente Jair Bolsonaro (PL) agradeceu votos e parabenizou o ex-presidente americano Donald Trump, que ficou em segundo, em mensagem publicada nas redes sociais.

Dos mais de 9 milhões de votos lançados pelos leitores, para quem eles pensam ser a pessoa ou grupo que teve a maior influência no ano —para melhor ou pior (entenda as regras mais abaixo)—, Bolsonaro recebeu 24% dos votos. A personalidade de 2021, no entanto, só é escolhida em uma votação final feita por editores da revista. O resultado será revelado no dia 13 de dezembro.

Agradeço aos 2.160.000 eleitores que votaram em mim. Esperamos que Revista 'Time' nos conceda, de fato, o título respeitando o resultado das eleições. Nossos cumprimentos a Donald Trump pelo segundo lugar. Jair Bolsonaro, nas redes sociais

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump, conservador e considerado um líder político próximo a família Bolsonaro, ficou em segundo lugar na pesquisa popular, com 9% dos votos. Já os profissionais de saúde da linha de frente que trabalharam duro em meio à pandemia ficaram em terceiro lugar, com 6,3% dos votos.

A lista de opções também incluía os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e da China, Xi Jinping, e os primeiros-ministros da Índia, Narendra Modi, e da Nova Zelândia, Jacinda Ardern.

Conservadores se mobilizaram

Nas redes sociais, conservadores brasileiros se mobilizaram para participar da pesquisa da Time e, consequentemente, votar em Bolsonaro. O próprio presidente chegou a fazer o pedido de voto em uma de suas tradicionais lives semanais.

"Agora, em 2021, estamos liderando. Agradeço quem votou em mim. Quem não votou peço que entre lá no site da Time e vote", pediu ele, na ocasião.

Além de políticos, também concorriam o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, artistas como Britney Spears e Billie Eilish, e grupos de anônimos, como imigrantes haitianos e profissionais de saúde da linha de frente.

A publicação tem uma edição especial que destaca um perfil desde 1927. Os últimos escolhidos na votação final foram Joe Biden e Kamala Harris, a vice-presidente dos EUA, em 2020, e a ativista ambiental Greta Thunberg, em 2019.

De acordo com a revista, a "Personalidade do Ano" é quem mais influenciou os acontecimentos dos últimos 12 meses, "para melhor ou pior".

Política