PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
3 meses

Prefeito e vereador aliado marcam luta de boxe: 'Treino igual do Rocky'

O prefeito Christiano Xavier (PSD) desafiou primeiramente a oposição, mas ninguém aceitou - Reprodução/TV Globo
O prefeito Christiano Xavier (PSD) desafiou primeiramente a oposição, mas ninguém aceitou Imagem: Reprodução/TV Globo

Colaboração para o UOL

20/01/2022 10h03Atualizada em 20/01/2022 12h57

O prefeito de Santa Luzia (MG), delegado Christiano Xavier, e o presidente da Câmara Municipal, Wander Carvalho Jr, ambos do PSD, marcaram uma luta de boxe entre eles para inaugurar o novo Centro Municipal de Lutas, no próximo dia 26.

Nas redes sociais, a aliança política deu espaço para provocações. "Treinamento para moer no desafio. Vai ser pombo sem asa para todo lado", escreveu o prefeito em uma postagem no Instagram.

Em outra publicação, Xavier aparece correndo pela cidade e vestido como o personagem principal da série de filmes "Rocky Balboa". "O treino tá pesado igual do Rocky Balboa", brincou.

No vídeo em que aceita o desafio, o vereador é mais incisivo. "Respeito nossa amizade, mas vou encher sua cara de porrada."

O prefeito também diz ter recebido críticas pela luta. "Tem uns chatos cheio de 'mimimi' com papo de que é violência, aff!!! [sic] Esporte é saúde e dignidade e luta. Esporte como qualquer outro", rebateu, em uma publicação no Facebook.

O confronto entre aliados acontece após o prefeito ter publicado um vídeo desafiando integrantes da oposição para uma luta, mas, segundo ele, ninguém aceitou.

Luta no Amazonas

Em dezembro do ano passado, outra luta entre políticos repercutiu nas redes sociais. O prefeito da cidade de Borba, no interior do Amazonas, enfrentou, em uma luta de MMA, um ex-vereador. Nesse caso, os dois são desafetos políticos.

A luta entre o prefeito Simão Peixoto (PP) e Erineu Alves da Silva, o "Milico", foi dura, com franca trocação de socos e chutes. Após três rounds, o prefeito foi considerado o vencedor por decisão dividida e os dois se abraçaram.

Mas o combate entre eles teve desdobramentos para além do octódromo. O Ministério Público do Amazonas instaurou inquérito para apurar eventuais atos de improbidade administrativa e de infração político-administrativa. De acordo com nota publicada no site do MP, será verificado se o evento foi bancado com dinheiro público.

Ao UOL, o prefeito garantiu que não houve irregularidades e que tudo foi organizado a partir de doações de empresas: "Eu não gastei nada do meu bolso e também a prefeitura não gastou".

Política