PUBLICIDADE
Topo

Política

Instituto Ideia: Saiba mais sobre o instituto e seus métodos de pesquisa

Divulgação
Imagem: Divulgação

Colaboração para o UOL

21/01/2022 04h00

O Instituto Ideia, antigo Ideia Big Data, foi fundado em 2011 e até 2018 realizava pesquisas eleitorais para divulgação exclusiva para seus clientes. Foi só durante a última disputa presidencial que o Ideia passou a tornar público seus levantamentos.

Naquelas eleições, registrou no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) a realização de duas pesquisas. Ambas foram realizadas com entrevistas presenciais feitas com eleitores em pontos de grande fluxo de pessoas. A margem de erro era de 2,67 pontos percentuais e o índice de confiabilidade foi de 95%.

Desde julho de 2020, o Ideia mantém uma parceria com a revista Exame, a qual financia e divulga seus levantamentos sobre intenções de voto. Segundo o próprio Ideia, os métodos utilizados para os levantamentos variam. A primeira pesquisa para as eleições presidenciais deste ano foi publicada no dia 13 de janeiro.

O Ideia, aliás, se diz "agnóstico em termos de metodologia" e faz levantamentos eleitorais usando qualquer método.

Atualmente, também realiza pesquisas com entrevistas feitas por telefone por operadores treinados. Os levantamentos têm margem de erro que varia entre 2 e 3 pontos percentuais e índice de confiabilidade de 95%.

O Ideia não é filiado à Abep (Associação Brasileira de Empresas de Pesquisas), mas já foi e quer voltar. Saiu por corte de despesas durante a pandemia, mas informou que permanece seguindo os protocolos e códigos de ética da Abep.

Política