PUBLICIDADE
Topo

Política

Moraes manda PF ouvir Weintraub após vídeo com falas contra ministros

O ministro Alexandre de Moraes, durante sessão no STF (Supremo Tribunal Federal) - Rosinei Coutinho/SCO/STF
O ministro Alexandre de Moraes, durante sessão no STF (Supremo Tribunal Federal) Imagem: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Do UOL, em São Paulo

24/01/2022 18h32

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes determinou que a Polícia Federal ouça, em até cinco dias, o ex-ministro da Educação Abraham Weintraub. O motivo são as afirmações feitas por Weintraub durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais.

Segundo o ministro, a entrevista veiculada na semana passada, o ex-ministro deu "diversas informações falsas acerca da atuação do Supremo Tribunal Federal e de condutas relacionadas a um de seus membros".

A decisão do ministro do STF foi no âmbito do inquérito das fake news, que apura ameaças contra integrantes da Corte. Moraes, porém, determinou a abertura de uma petição separada, uma etapa prévia à inclusão do material no inquérito.

Além disso, o ministro deu 48 horas para que o YouTube disponibilize "a íntegra do material relacionado à entrevista". Moraes também determinou que o processo seja encaminhado à PGR (Procuradoria-Geral da República) com um prazo de 10 dias para manifestação sobre o caso.

Na semana passada, Moraes abriu um procedimento para apurar falas do ex-ministro da Educação. Em entrevista ao podcast Inteligência Ltda., Weintraub acusou um dos ministros do STF de parcialidade, sem dizer nomes ou apresentar provas.

Política