PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
3 meses

Moro defende fim da reeleição a presidente e diz que Congresso apoia ideia

Do UOL, em São Paulo

24/01/2022 22h12

Pré-candidato à Presidência da República, o ex-juiz federal Sergio Moro (Podemos) defendeu o fim da reeleição para o cargo e se comprometeu a apresentar um projeto nesse sentido caso seja eleito. O concorrente à vaga disse hoje que deputados federais e senadores também seriam favoráveis e aprovariam a medida.

"Se o presidente da República, em começo de mandato, encaminha um projeto acabando com a reeleição, inclusive para ele, o Congresso aprova na hora. Os caras não querem você lá de novo depois", disse, em participação no Flow Podcast.

"Vai ser feito. Eu me comprometi. Pode escrever na pedra, tá?"
Sergio Moro

A reeleição para cargos do Executivo existe no Brasil desde as eleições de 1998. O projeto, enviado pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) ao Congresso, foi aprovado pelos parlamentares em fevereiro de 1997. Desde então, o Brasil reelegeu três presidentes: o próprio Fernando Henrique, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT). Atual mandatário, Jair Bolsonaro (PL) já indicou que será candidato à reeleição neste ano.

Moro também defendeu o fim do foro privilegiado. Na visão dele, a medida não pode ter ressalvas e deve valer "para todo mundo, inclusive para o Presidente da República".

"Se você apresenta um projeto acabando [com o foro privilegiado] inclusive para você, o Congresso não vai aprovar? Eu acho que aprova", especulou.

Política