PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
3 meses

Ciro diz que Moro quer lucrar e ganhar fama na política: 'Jogo de ganância'

Ciro Gomes (PDT), pré-candidato à presidência em 2022 - ALEX SILVA/ESTADÃO CONTEÚDO
Ciro Gomes (PDT), pré-candidato à presidência em 2022 Imagem: ALEX SILVA/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

28/01/2022 09h16Atualizada em 28/01/2022 09h34

O ex-ministro e presidenciável Ciro Gomes (PDT) fez críticas a Sergio Moro (Podemos) hoje em uma série de publicações no Twitter e disse que o ex-juiz busca lucrar e ganhar fama com a política.

"Triste - porém merecido - fim de quem enriqueceu com a Lava Jato e quer ampliar lucros e fama na política, em um desmedido jogo de ganância, desonestidade moral e vaidade", escreveu o pré-candidato do PDT.

As críticas ocorrem após reportagem da Folha de S. Paulo mostrar que Moro recebeu cerca de R$ 200 mil por um parecer de 54 páginas que o ex-juiz emitiu em novembro de 2020 em resposta a uma consulta do empresário israelense Beny Steinmetz, pivô de um litígio internacional bilionário com a Vale.

Ciro também afirmou que Moro prepara um "show" para "tentar explicar o inexplicável", fazendo referência à divulgação que o ex-juiz promete fazer hoje de quanto ele recebeu pelos serviços prestados à empresa de consultoria americana Alvarez & Marsal.

O valor é questionado em investigação do TCU (Tribunal de Contas da União). Em dezembro do ano passado, o ministro Bruno Dantas, da Corte de contas, determinou que a Alvarez & Marsal apresentasse os documentos ligados à saída do ex-juiz da empresa, quando se lançou na política.

No questionamento, o TCU quer saber os termos do contrato e valores previstos no encerramento do contrato, incluindo o salário que Moro recebia na empresa, uma vez que a consultoria presta serviços a empresas envolvidas na Lava Jato.

Política