PUBLICIDADE
Topo

Política

Pesquisas: Lula em 1º e Bolsonaro em 2º pontuam mais que a soma da 3ª via

Juliana Arreguy

Do UOL, em São Paulo

29/01/2022 04h00

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) liderou com folga todos os cenários eleitorais simulados pelas duas pesquisas de opinião divulgadas nesta semana: a Modalmais/Futura Inteligência, publicada na quarta-feira (26), e a XP/Ipespe, divulgada na quinta (27). Em ambas as pesquisas — que abordam a corrida eleitoral pela Presidência da República em 2022 —, os cenários de primeiro turno tiveram o presidente Jair Bolsonaro (PL) em segundo lugar. Lula ficou em primeiro em todas as simulações de segundo turno.

As candidaturas da chamada terceira via apresentam considerável diferença de intenção de votos em relação aos dois primeiros colocados. Nos dois levantamentos, Sergio Moro (Podemos) e Ciro Gomes (PDT) disputam a terceira colocação em situação de empate técnico.

Sergio Moro é o único dos nomes da terceira via a atingir 10% das intenções de votos em uma das simulações; no caso, na pesquisa Modalmais, ele apresenta 10,7% em um cenário sem Doria na disputa, atrás de Lula (42,2%), Bolsonaro (32,9%) e tecnicamente empatado com Ciro (7,5%).

Em todos os levantamentos testados — incluindo a pesquisa espontânea da XP/Ipespe — o petista ficou em primeiro lugar. com Bolsonaro em segundo. Cada um dos candidatos tem mais intenções de votos do que Moro, Ciro e Doria juntos.

Confira, abaixo os resultados das pesquisas publicadas esta semana:

Modalmais/Futura

A Modalmais/Futura ouviu 2 mil pessoas por telefone entre os dias 17 e 21 de janeiro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento tem grau de confiança de 95%, segundo o instituto, e foi registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR-08869/2022.

A pesquisa testou quatro cenários de primeiro turno. No primeiro deles, trabalhou com 13 nomes; no segundo, foram apresentados cinco candidatos; no terceiro e no quarto, apenas quatro nomes foram indicados. Em todos, o ex-presidente Lula liderou com vantagem acima da margem de erro, e quanto menor a quantidade apresentada de nomes, maior a intenção de votos do petista.

Lula (36,9%) oscilou um ponto para baixo em relação à última pesquisa, publicada em 14 de dezembro, no cenário com 13 candidatos. Já Bolsonaro oscilou menos de um ponto percentual para cima, passando de 30,6% para 31,4%; Moro oscilou de 9,8% para 8,5% e Ciro de 6,4% para 5,6%.

A pesquisa espontânea foi a única em que Lula (33,4%) e Bolsonaro (30,3%) empataram tecnicamente na liderança, seguidos por Moro (3,6%) e Ciro (2,6%). Os demais candidatos tiveram menos de 1% dos votos. Pessoas que não sabem ou não responderam correspondem a 21,7% dos entrevistados, enquanto brancos e nulos representam 6,1%.

Segundo turno

Lula saiu vitorioso em todos os cenários de segundo turno testados. Nos cenários sem Lula, Bolsonaro tem a disputa apertada contra Moro e Ciro. O tucano João Doria é o único candidato derrotado pelo presidente com percentuais acima da margem de erro.

  • Lula x Bolsonaro: 50,4% a 37,8%
  • Lula x Ciro: 48,4% a 21,4%
  • Lula x Moro: 48,6% a 28,8%
  • Lula x Doria: 50,5% a 14,8%
  • Bolsonaro x Moro: 36,9% a 33,7%
  • Bolsonaro x Ciro: 40,6% a 39,1%
  • Bolsonaro x Doria: 41,6% a 29,6%

Rejeição

A pesquisa também perguntou aos entrevistados em quem eles não votariam de maneira alguma. Bolsonaro lidera a rejeição por 47,3%, seguido de Lula (37,1%), Doria (23,2%), Moro (18,3%), Ciro (16,5%), o psolista Guilherme Boulos (15,7%), Simone Tebet (12,2%), Aldo Rebelo (12,1%), Rodrigo Pacheco (12%), Felipe D'Ávila (11,7%), Leonardo Péricles (11,6%), André Janones (11,5%) e Alessandro Vieira (11%).

Sobre o instituto

A Futura Inteligência foi fundada em 1993, mas só passou a realizar levantamentos sobre intenções de voto para presidente da República em 2021. Até o momento foram realizadas seis pesquisas, todas financiadas pelo banco Modalmais.

XP/Ipespe

A XP/Ipespe foi realizada entre os dias 24 e 25 de janeiro e ouviu mil pessoas com 16 anos ou mais em todas as regiões do país. A coleta das opiniões foi feita por telefone, e a margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos, com índice de confiança de 95,5%. O levantamento foi registrado junto à Justiça Eleitoral sob o protocolo BR-06408/2022.

A pesquisa trabalhou com três cenários: um com nove candidatos, incluindo o ex-juiz Sergio Moro; outro com oito candidatos e sem a presença de Moro; e um espontâneo, quando não é fornecida uma lista prévia de candidatos. Lula lidera todos os cenários acima da margem de erro.

No primeiro cenário, com nove candidatos e Moro na disputa, Lula (44%) e Bolsonaro (24%) mantiveram os mesmos percentuais da pesquisa anterior, divulgada em 14 de janeiro deste ano. Moro (8%) oscilou um ponto para baixo e Ciro (8%), um ponto para cima.

Sem a presença de Moro, Bolsonaro e Doria apresentam dois pontos percentuais a mais do que no cenário com o ex-juiz, enquanto Ciro e Felipe D'Ávila (Novo) também oscilaram positivamente um ponto. Lula mantém os mesmos 44% do primeiro cenário.

O percentual de brancos e nulos passa a ser de 10% — dois pontos percentuais acima do que no cenário com Moro na disputa.

Na pesquisa espontânea, Lula lidera com 35% das intenções de votos, seguido por Bolsonaro (23%), Moro (4%), Ciro (4%) e Doria (1%). Outros candidatos tiveram menos de 1%; brancos e nulos correspondem a 6%, e 26% não sabem ou não responderam. Neste levantamento, Lula manteve o mesmo percentual da pesquisa anterior, enquanto Bolsonaro oscilou negativamente dois pontos percentuais.

Segundo turno

Lula vence todos os cenários simulados de segundo turno. Bolsonaro, por sua vez, é derrotado em todos.

  • Lula (54%) x Bolsonaro (30%)
  • Lula (50%) x Moro (31%)
  • Lula (51%) x Ciro (25%)
  • Lula (52%) x Doria (19%)
  • Ciro (45%) x Bolsonaro (33%)
  • Doria (42%) x Bolsonaro (33%)
  • Moro (35%) x Bolsonaro (28%)

Rejeição

Entre os entrevistados, 64% disseram que não votariam de jeito nenhum em Bolsonaro. Doria (57%) foi o segundo mais rejeitado, seguido de Moro (53%), Lula (43%), Rodrigo Pacheco (43%), Ciro (42%), Felipe D'Ávila (37%), Simone Tebet (35%) e Alessandro Vieira (35%).

Sobre o instituto

O Ipespe (Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas) é uma empresa de pesquisas fundada em 1986 e com sede no Recife. O instituto realiza pesquisas eleitorais financiadas pela XP Investimentos. Durante as eleições presidenciais de 2018, foram pelo menos duas. Em 2022, publicou o primeiro levantamento no dia 14 de janeiro. A XP não assina seu nome na pesquisa desde setembro de 2021.

Errata: o texto foi atualizado
Além de Lula, Bolsonaro também tem mais intenções de voto nas pesquisas que a soma dos candidatos da terceira via. A informação foi corrigida

Política