PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Deputado bolsonarista do MS entra com ação contra colega que o denunciou

O pedido foi protocolado menos de uma semana depois de deputados do PT, incluindo Kemp, terem feito uma representação contra João Henrique Catan - Divulgação
O pedido foi protocolado menos de uma semana depois de deputados do PT, incluindo Kemp, terem feito uma representação contra João Henrique Catan Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

24/05/2022 16h54

O deputado estadual do Mato Grosso do Sul João Henrique Catan (PL) entrou ontem com uma representação a Alems (Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul) contra o colega Pedro Kemp (PT). Ele pede que seja investigada a conduta do parlamentar em um vídeo que foi gravado em 2020, no qual ele grita com uma mulher.

O pedido foi protocolado menos de uma semana depois de deputados do PT, incluindo Kemp, terem feito uma representação contra João Henrique Catan por ter disparado tiros durante uma sessão virtual da Alems.

"Eles me acusam por praticar um esporte nacionalmente reconhecido, o tiro desportivo. E o que Pedro Kemp fez contra a candidata, com agressões verbais e ameaças físicas, isso não é falta de decoro?", questiona João Henrique.

Durante uma sessão ordinária da Alems do dia 18 de maio, Kemp defendeu que a corregedoria da Casa investigasse a atitude de João Henrique, argumentando que ele quebrou o decoro parlamentar: "Não podemos banalizar o Parlamento, foi quebrada a liturgia do nosso cargo e desrespeitada a população."

O UOL entrou em contato com o deputado Pedro Kemp, mas ainda não obteve resposta.

Entenda o caso de Pedro Kemp

Em imagens divulgadas nas redes sociais, é possível ver Pedro Kemp, que estava concorrendo à Prefeitura de Campo Grande, muito alterado gritando com a então candidata a vereadora Karla Cânepa, do mesmo partido. Eles discutem sobre questões relacionadas ao financiamento de campanha.

A candidata havia acusado Kemp em um grupo de Whatsapp de dividir de forma desigual os recursos eleitorais, o que ele negou.

Ao longo da gravação, Karla se mantém calma, enquanto Pedro Kemp grita e bate na mesa. Em dado momento, ele chega a tentar segurá-la pelo braço. Outras pessoas que também estavam na sala tentam acalmar o deputado, sem sucesso ao longo do tempo que duram as imagens disponíveis na internet.

Na época, a candidata chegou a registrar um boletim de ocorrência contra o deputado. Após as acusações, Kemp disse que apenas se defendeu de alegações infundadas. Nove meses depois, os dois fizeram um acordo judicial e o deputado publicou uma nota de desculpas em suas redes sociais.

Entenda o caso de João Henrique Catan

O deputado João Henrique Catan participou no dia 17 de maio remotamente da sessão ordinária da Alems, que vem acontecendo de forma híbrida. Durante a votação de um projeto de lei que reconhece o risco da atividade de atirador desportivo, João Henrique disparou vários tiros em um alvo.

Ao anunciar seu voto, ele, que estava em um estande de tiro, afirmou que os disparos eram uma "advertência ao comunismo". "Esse projeto é um tiro de advertência no comunismo e na mão leve que assaltou o país. Por isso, uma salva de tiros sim", disse, disparando em uma imagem com uma foice e martelo.

Política