Topo

Conteúdo publicado há
10 meses

Ex-chefe da Receita que tentou liberar joias para Bolsonaro pede demissão

Julio César Vieira Gomes foi secretário da Receita Federal desde dezembro de 2021 - Reprodução
Julio César Vieira Gomes foi secretário da Receita Federal desde dezembro de 2021 Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo e em Brasília

10/04/2023 11h27Atualizada em 10/04/2023 14h03

O ex-secretário da Receita Federal Júlio César Vieira Gomes pediu demissão do cargo de auditor fiscal. A exoneração dele saiu no Diário Oficial da União, mas foi barrada horas após a publicação da portaria.

O que aconteceu?

  • A exoneração de Gomes foi a pedido dele, segundo a portaria publicada hoje pelo governo;
  • A saída de Gomes, no entanto, já foi barrada pela Receita. A suspensão ocorreu horas após a publicação da portaria.
  • O texto foi tornado sem efeito por Robinson Barreirinhas, atual do órgão do governo. Ao justificar a suspensão, ele disse que existe uma "investigação preliminar" em curso na Corregedoria da Receita que envolveria Gomes.
  • A exoneração do auditor era retroativa e valia a partir de 4 de abril. O auditor trabalha na superintendência do Rio de Janeiro da Receita Federal;
  • Gomes foi um dos envolvidos na tentativa de liberação das joias dadas ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Elas foram apreendidas no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

Ex-secretário foi indicado para cargo em Paris