Conteúdo publicado há 3 meses

Vereador desiste da política para se tornar padre: 'Primeiro amor'

Junior Correa (PL), vereador e pré-candidato a prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim (ES), afirmou que vai deixar a vida pública para abraçar a vocação de padre.

O que aconteceu

Junior Correa anunciou que vai deixar a vida pública para se tornar padre. Em entrevista coletiva, o vereador afirmou que vai perseguir seu "primeiro amor", que é a religião, e vai abandonar a vida pública para se tornar padre: "Não adianta eu querer mascarar dizendo que existe um culpado, porque se existiu um culpado, esse culpado é o próprio Jesus, que me chamou há uns 10 anos e eu só respondi atrasado".

Decisão veio após retiro espiritual em mosteiro. Junior Correa afirmou que tinha dúvidas sobre seu futuro político e que precisava se afastar para pensar. O vereador então se retirou em um mosteiro por 15 dias. "Eu ouvia a voz de Deus falando comigo. E para mim, cada dia fica mais latente que Ele me preparou pra este momento. Ao longo desse mandato, a cada desafio que eu passava, Jesus estava me preparando. A cada vitória, Ele estava me preparando", contou.

"Gostaria de me desculpar", diz Correa. O vereador disse também que queria se desculpar "com a população de Cachoeiro, que depositou confiança e esperança" nele.

Correa liderava pesquisas para prefeitura de Cachoeiro. De acordo com pesquisa eleitoral realizada pelo Instituto Solução em setembro do ano passado, Correa tinha 19,6% das intenções de voto para prefeito. O segundo colocado, Diego Libardi (Republicanos), tinha 12,4% das intenções.

Deixe seu comentário

Só para assinantes