Conteúdo publicado há 29 dias

Tales: Lira tem dito que 'vai jogar no lixo' pedido de impeachment de Lula

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), tem dito para parlamentares que vai "jogar na lata do lixo" o pedido de impeachment do presidente da República Lula (PT) que está sendo articulado pela oposição. A apuração é do colunista do UOL Tales Faria durante o UOL News desta terça (20).

A motivação do impeachment seria as falas de Lula a respeito dos ataques de Israel à Faixa de Gaza, que vitima milhares de civis, principalmente crianças e mulheres. A guerra começou como retaliação ao ataque do Hamas, em outubro.

Eles já conversaram por telefone. [Lira] acertou com o Lula que vai trocar figurinha e o que tiver que reivindicar conversa direto com ele. Já não passa tanto pelos canais da articulação política do Planalto. [Lira disse] 'Eu falo direto com Lula e vou agora segurar esse [pedido de impeachment], vou jogar na lata de lixo'. Ele usou essa expressão nas conversas com os deputados, segundo dizem. Tales Faria, colunista do UOL

Eu não creio nem que ele vai jogar no lixo, ele vai sempre manter essa coisa como espada de Dâmocles. Se agora não sai esse processo de impeachment, outros hão de aparecer e ele vai sempre usar isso para tentar cobrar mais e mais coisa. Mas não deve sair daí. Tales Faria, colunista do UOL

Tales afirma que a situação gerada por Lula não mudou a configuração da oposição e governistas, apesar de assinaturas da base do governo no pedido de impeachment.

[Isso] Não mudou a correlação de forças aqui no Congresso de oposição e governistas. Continuam sendo os mesmos grupos e interesses. O PL é dividido em três grupos: bolsonaristas raízes; os que não são bolsonaristas raízes, mas são oposição ligados ao Valdemar; e outros que andam próximos ao centrão. Tales Faria, colunista do UOL

O Centrão sim é forte. Usa de vez em quando o PL para pressionar e esticar mais a corda com o governo e obter mais benesses. Tales Faria, colunista do UOL

Arthur Lira diz reservadamente que pedido de impeachment é 'inconsistente'

Continua após a publicidade

Arthur Lira (PP-AL) também tem dito reservadamente que o possível pedido de impeachment do presidente Lula é "inconsistente", apurou Tales Faria.

O Arthur Lira já tem dito reservadamente que não pretende dar andamento a esse pedido porque ele é inconsistente. Tales Faria, colunista do UOL

Realmente é um pedido inconsistente e não terá grandes consequências a não ser grandes narrativas e esquentar um pouco a manifestação que o Bolsonaro pretende fazer, e os discursos aqui no Congresso. Só isso, [o pedido] só vai ter esse papel. Tales Faria, colunista do UOL

Tales diz que os congressistas vão apresentar o pedido com a justificativa de que Lula não cumpriu a Constituição por, para eles, não ter representado os interesses da população.

A extrema direita e a oposição vão se aproveitar disso. Já está se aproveitando e prestes a apresentar um pedido formal de impeachment. Já tem mais de 100 assinaturas e são os oposicionistas de sempre. Tales Faria, colunista do UOL

Vão apresentar esse pedido de impeachment contra o Lula baseado nas declarações do Lula dizendo que juridicamente a Constituição determina que o presidente tem que cumprir e representar os interesses da população e que não é interessante da população brasileira bater de frente com Israel, portanto, o presidente merece um pedido de impeachment. Tales Faria, colunista do UOL

Continua após a publicidade

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h com apresentação de Fabíola Cidral e às 17h com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Quando: De segunda a sexta, às 10h e 17h.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja a íntegra do programa:

Deixe seu comentário

Só para assinantes