Conteúdo publicado há 1 mês

Alckmin chama Dino de 'homem certo' no 8/1 e fala em imparcialidade no STF

O vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) disse que Flávio Dino foi o "homem certo no momento certo" para combater os atos golpistas de 8 de janeiro de 2023. Dino foi empossado nesta quinta-feira (22) como novo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal).

O que aconteceu

Alckmin discursou durante missa realizada na Catedral de Brasília, localizada no início da Esplanada dos Ministérios, após a cerimônia de posse. "Quis o destino que fosse o ministro da Justiça e Segurança Pública, sendo o homem certo no momento certo para ajudar a salvar a democracia e evitar o golpismo".

O vice-presidente ainda falou em "imparcialidade" de Dino no STF. "Ouvirá com cortesia, responderá com sabedoria, irá discernir com sobriedade e decidir com imparcialidade".

Flávio Dino, 55, tomou posse hoje como ministro do STF, cargo que poderá ocupar até 2043. A cerimônia reuniu mais de 800 convidados, incluindo Lula (PT) e os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Dino optou por uma cerimônia mais sóbria no Supremo. O estilo contrasta com sua atuação à frente do Ministério da Justiça e Segurança Pública, quando foi bastante midiático. "Agora é sem volta", disse o presidente do STF, Roberto Barroso, ao empossá-lo.

Ele é o quarto ministro em atuação na Suprema Corte que foi indicado por Lula. Os outros são Cristiano Zanin, Dias Toffoli e Cármen Lúcia. Jair Bolsonaro indicou Nunes Marques e André Mendonça.

Deixe seu comentário

Só para assinantes