Conteúdo publicado há 1 mês

Após Tarcísio anistiar multas da pandemia, Bolsonaro pede dinheiro de volta

A defesa do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) entrou ontem com um pedido para a Justiça de São Paulo devolver o dinheiro que ele pagou em multas por não usar máscara durante a pandemia de covid-19.

O que aconteceu

Requerimento acontece após o governador paulista, Tarcísio de Freitas (Republicanos), perdoar as multas por infrações na pandemia. O projeto foi aprovado pela Alesp no ano passado.

Bolsonaro chegou a dever R$ 1.081.285,69 ao estado por desrespeitar lei de uso de máscara durante eventos entre 2020 e 2021. Por enquanto, a defesa do ex-presidente solicitou a devolução de R$ 433.389, valor corrigido de processos que já foram extintos.

Ex-presidente recebeu R$ 17,1 milhões de apoiadores durante o primeiro semestre de 2023 em "vaquinhas" para pagar as penalidades. Ele fez vários passeios e aparições públicas durante o auge da pandemia sem usar o item de proteção obrigatório.

Ao perdoar as multas, o governo paulista deixou de arrecadar R$ 72,1 milhões. A anistia fiscal também beneficiou outros aliados de Bolsonaro, como os deputados federais Eduardo Bolsonaro (PL-SP) e Hélio Lopes (PL-RJ).

Deixe seu comentário

Só para assinantes