Conteúdo publicado há 20 dias
OpiniãoPolítica

Análise: Moraes foi ministro certo no momento certo para o Brasil em 2022

Prestes a deixar a presidência no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Alexandre de Moraes foi o ministro certo no momento certo no órgão eleitoral no contexto das eleições para a Presidência da República em outubro de 2022. A análise é do professor de direito da FVG-RJ e Uerj, Wallace Corbo, em sua participação no UOL News 2ª Edição desta quarta-feira (29).

Em discurso de despedida, Moraes atacou as fake news após Congresso derrubar punição. Ele também ressaltou que o Brasil mostrou ser possível combater o "populismo digital extremista" e que a população brasileira saiu "vencedora" das eleições de 2022.

Sobre a presidência do ministro Alexandre de Moraes [no TSE], algumas pessoas já disseram isso e eu vou fazer coro: o ministro Alexandre de Moraes foi o ministro certo no momento certo para o Brasil no contexto das eleições presidenciais de 2022.

Talvez outros ministros do Supremo que estivessem na condução do TSE não tivessem a mesma habilidade tanto técnica quanto também algum grau de política para assegurar a rigidez eleitoral, para assegurar o resultado das eleições. Wallace Corbo, professor de direito da FGV-RJ e Uerj

O professor de direito também fala sobre o quanto o ministro esteve exposto a críticas, e que isso era em certa medida positivo e saudável.

Claro que a exposição do ministro Alexandre de Moraes gerou uma série de críticas. É natural e é saudável, inclusive, que em uma democracia haja tanto às decisões judiciais, quanto às decisões políticas. Mas o que nós vimos no fim do dia é que mesmo as decisões mais criticadas do ministro Alexandre de Moraes foram apoiadas pelo TSE, eventualmente até referendadas pelo Supremo Tribunal Federal e elas foram respeitadas.

Então, houve sim uma importância muito grande de o ministro Alexandre de Moraes estar na presidência do TSE. A presidência dele vai ser marcada por essa proteção que aconteceu ao resultado das eleições. Naquele momento em que nós vimos uma série de indícios de tentativa de fraudar as eleições, impedir que as pessoas chegassem às suas sessões eleitorais para votar. Tudo isso teve a mão do Alexandre de Moraes e foi muito importante. Wallace Corbo, professor de direito da FGV-RJ e Uerj

'Cena deplorável', diz Cris Fibe sobre encenação de aborto na Câmara

Continua após a publicidade

Também durante o UOL News 2ª Edição de hoje, a colunista do UOL Cris Fibe afirmou que um deputado federal ir à tribuna da Câmara dos Deputados encenar um aborto é uma "cena deplorável" e vergonhosa para os brasileiros.

Cris Fibe comentava o ato do deputado federal doutor Zacharias Calil (União-GO) contra o método de interrupção legal da gravidez. Ontem (29), o parlamentar subiu na tribuna acompanhado de outros colegas, inclusive uma deputada mulher, e encenou como ocorre o aborto por assistolia fetal.

[Esse deputado está] Protagonizando essa cena deplorável que é uma vergonha para a gente que é brasileiro ou brasileira. (...) Até a semiótica da cena é muito interessante, aquele bando de homem e uma mulher apenas ali com aquele manequim, aquele pedaço de simulacro de mulher à frente dele. Cris Fibe, colunista do UOL

Nem ele sabe o que é (...) e ainda manipula para assustar. Ele faz uma encenação toda para assustar o cidadão e a cidadã comum, querendo dizer o que ele está mostrando ali de infanticídio. Cris Fibe, colunista do UOL

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h com apresentação de Fabíola Cidral e às 17h com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Quando: De segunda a sexta, às 10h e 17h.

Continua após a publicidade

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja a íntegra do programa:

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Deixe seu comentário

Só para assinantes