PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Coronavírus: Não é necessário alarde, governo de SP está preparado, diz Covas

PHILIP FONG
Imagem: PHILIP FONG

Pedro Caramuru e Gabriel Caldeira

São Paulo

31/01/2020 15h11

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou hoje que "não há necessidade de alarde" sobre a epidemia do novo coronavírus. Conforme afirmou o prefeito, "o governo está preparado". A afirmação foi feita durante entrevista coletiva que contou com a presença do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), para anunciar um comitê de crise para acompanhar o coronavírus no território paulista.

Entre as medidas anunciadas no plano de ação, o secretário de Saúde do Estado, José Henrique Germann, afirmou que "os casos suspeitos estão em isolamento domiciliar". Ao todo, são três que aguardam diagnóstico no estado de São Paulo: dois casos na capital e um em Paulínia, no interior.

Segundo o secretário de Saúde do município, Edson Aparecido, foi feita a capacitação dos 27 diretores de vigilância sanitária e o governo se prepara para treinar um efetivo de 84 mil funcionários da Secretaria Municipal de Saúde. Germann ainda reafirmou a capacidade de tratamento do estado, com 100 mil leitos hospitalares, dos quais 60 mil estão a serviço do Sistema Único de Saúde (SUS).

Germann anunciou, ainda, que a prevenção está sendo feita nas cabines de aviões provenientes da China. Segundo o secretário, vídeos em inglês, português e mandarim instruem os passageiros a procurarem a vigilância sanitária já nos aeroportos caso apresentem febre. Segundo o ex-secretário de Saúde do Estado David Uip, a discriminação contra asiáticos é um "absurdo exagero".

O recomendado é que os casos suspeitos - necessariamente de pessoas que estiveram na China e apresentaram febre acompanhada de irritação do trato respiratório ou tosse - procurem as unidades básicas de saúde e não os pronto-socorros de grandes hospitais.

Coronavírus liga alerta pelo mundo

Saúde